Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
 Últimas Notícias
Home > Curiosidades > 10 personalidades de viajantes segundo o tipo de mala

Curiosidades

10 personalidades de viajantes segundo o tipo de mala

10 personalidades de viajantes segundo o tipo de mala
Março 01
08:16 2017

A Rumbo preparou uma lista de diferentes personalidades de viajantes baseada na sua forma de fazer a mala. É provável que sinta que tem parte de um e de outro, ou de vários… Esperamos que goste e que pelo menos lhe pareça divertido!!

Diga-nos como faz a mala… e dir-lhe-emos que tipo de pessoa é! Baseados em inquéritos já realizados relacionados com este tema e algum outro estudo que relaciona a personalidade com as roupas e objectos que levamos nas nossas viagens, preparámos uma lista na qual provavelmente se reconhece como um dos seguintes tipos de viajantes. Navegue pelas imagens e descubra os diferentes tipos de bagagem de acordo com a sua personalidade.

A equipa da Rumbo.pt, depois de milhares de viagens e tendo em conta as opiniões e experiências de muitíssimos viajantes – entre eles, quem melhor? Nós mesmos! – Converteram-se em especialistas em “bagagemlogia”. Perguntar-se-ão que termo é este que este pessoal inventou. Pois bem, não achem estranho quando os dicionários o incluírem como nova palavra: surge da união de “bagagem” –“conjunto de coisas que se levam nas viagens” e “logia” – sufixo de origem grega que significa “ciência”.

Leia atentamente, faça um exame de consciência e, quando escolher um, partilhe nas redes sociais o seu “veredicto” com o hashtag #souaminhamala + o termo que considere que melhor o define. Força, coragem!!

Nós confessamos ser… um pouco de tudo.

A minha primeira vez

mala-primeira-vez

É fácil reconhecê-los no aeroporto e estações: tendem a levar malas novas, a condizer com o seu parceiro ou com a de toda a família (se viajam com crianças). Se as abrirmos, encontraremos as roupas perfeitamente dobradas, artigos de higiene, roupa interior, sapatilhas e até uma toalha. Se nos descuidarmos, podemos até encontrar jogos de lençóis… Han?! Também gostam de usar os carrinhos de bagagem ainda que só tenham de transportar um ou dois sacos. Vêm umas 20 vezes o monitor de partidas para confirmar que não alteram a porta de embarque e, claro, são os primeiros da fila na hora de entrar no avião.

Eleição do destino de férias: Em muitos casos, esta “primeira vez” é do casal que vai de lua-de-mel e nunca tinha saído de casa. Também é dos jovens que dão os seus primeiros passos pelo mundo. Para os que se vão estrear como viajantes, nada como um pacote já preparado e cidades muito conhecidas, previsíveis e seguras: desde Madrid e Barcelona, em Espanha, a Veneza, Londres, Dublin, Viena ou São Petersburgo.

O viajante assíduo

viajante-assiduo

Se espreitarmos a sua bagagem com certeza encontraremos o necessário, o imprescindível para qualquer viagem: roupa interior, pijama, o necessaire com os produtos de higiene pessoal e roupas mais versáteis. Nem mais, nem menos. Está habituado a fazer a mala, ou porque é um turista habitual, ou porque, por motivos de trabalho, os aeroportos são o seu segundo lar. É tal o seu traquejo nestas lides que não demora mais do que 15 minutos a preparar tudo: tem uma lista e distribui tudo com ordem e harmonia, como no Tetris.

Destinos para eles? Se forem de férias, qualquer lugar pode despertar-lhe interesse. Na generalidade, são pessoas que gostam de viajar para as grandes capitais europeias. Assim que as conheça todas, pode ser que lhe interesse algo diferente, como aventurar-se no continente africano ou, porque não, conhecer ao vivo e pessoalmente os cangurus das Antípodas.

O prevenido

viajante-prevenido

Leva ao extremo a máxima de “mais vale prevenir que remediar”. Nas suas malas podemos encontrar de tudo: se vai para as Caraíbas, vai perguntar-se sempre “E se fica fresco à noite?”. A resposta será incluir várias peças de agasalho para si… Se se identifica com este tipo, de certeza que em mais do que uma ocasião a sua companhia de viagem lhe respondeu “Estás maluco?!”. Vai ter sempre resposta. São pessoas que ocupam cada um dos cantos da mala e, além disso, pesam-na antes de ir para o aeroporto, para se certificar que não passa do limite de kg permitidos pela companhia aérea.

Recomendações para as suas viagens? Gostam de lugares tranquilos, com tudo organizado. Gostam muitos dos resorts com tudo incluído, seja em Espanha, nas Ilhas Canárias ou Baleares, por exemplo ou nas Caraíbas (Riviera Maia, Cancun, Punta Cana). De vez em quando tentam ser mais “atrevidos” e decidem conhecer lugares como Paris, Roma ou Berlin, destinos must have, claro. Ah, e sempre com o guia na mão, não vão eles perder-se.

O Improvisador

viajante-improvisador

Como o reconhecer quando abrimos a sua mala? Tanto a roupa como os complementos e outros objectos estão lá metidos sem ordem nem harmonia. A roupa interior está dispersa, por todo lado. Meias sem par, um casaco de lã junto com uma camisa sem mangas, algumas calças… Ah, e claro!, itens de higiene pessoal, nem vê-los! “Logo se verá a que cidade chegaremos!” Se o Viajante Assíduo não dedica mais do que um quarto de hora a preparar tudo, o Iimprovisador bate records: abre as gavetas e o armário e, quase sem olhar, vai metendo sem dobrar o que lhe aparece pela frente. Como é de esperar, faltam sempre coisas quando está em viagem mas, “não se passa nada!”. O seu espírito e atitude despreocupada tiram o drama à situação e há poucos lugares no mundo onde não se pode encontrar o que se vai necessitando.

A que lugares dar uma escapadela? Nada de grandes resorts para passar o dia a beber mojitos e margaritas com pulseiras “tudo incluído”. Gostam de sítios diferentes, onde a aventura seja um ingrediente importante. Asia, África, Médio Oriente, a selva latino-americana… “Dão corda aos sapatos” e vão em duas grandes viagens por ano.

“Não sem a minha mochila”

São descendentes diretos – de certeza! – dos grandes exploradores. Ainda que os pudéssemos confundir com os anteriores, não têm nada a ver. Para começar, porque viajam sempre com mochila. Nada de malas para arrastar: uma boa bolsa às costas com tudo o que vai necessitar. Neste caso, sim, demoram-se a planificar o que necessitarão. Elegem destinos algo “incómodos”, por assim dizer, gostam de conhecer cantos longínquos da civilização pelo que não se arriscam na hora de preparar o que levam em cima. Além da roupa básica, levam um necessaire com spray anti mosquitos, comprimidos para as dores de cabeça, algum protector gástrico, algodão e álcool para desinfectar feridas. Sabem-na toda! Têm muito cuidado na hora de organizar tudo na mochila porque necessitam de tirar o máximo partido do espaço que dispõem.

Mochileiros com destino a…Bolívia, Camboja, Guatemala, Indonésia, Nepal, Perú. O mundo é um mapa imenso no qual há cantos recônditos para descobrir em qualquer das direcções que elejamos.

Os “Excessos de Bagagem”

viajante-excesso-bagagem

Os também chamados “que não nos falte nada”. Levam tudo para todos. Como os Previsores, pensam sempre “e se…?”. O que sucede é que estes levam-no ao extremo, costumam viajar com várias malas e com modelitos, acessórios e complementos para cada dia que vão viajar. Na hora de embalar, tentam colocar tudo muito bem, em ordem, para que não tenham de pagar por malas a mais. No entanto, nem sempre conseguem. O que nos perguntamos é: para chegar ao fundo da mochila, temos de tirar tudo e depois voltar a meter? Se há por aí algum “Excesso de Bagagem” que fale agora ou se cale para sempre.

Sugestões para as próximas férias: o melhor é evitar países onde reine a improvisação e deixar-nos levar até sítios mais “convencionais” onde se possa controlar tudo, que é o que pretendem os viajantes “Excessos de Bagagem”. Desde resorts com pulseirinha “tudo incluído” a grandes capitais europeias, circuitos pelos Fiordes Noruegueses ou novos destinos emergentes, como a Polónia, que está muito na moda, e inclusive Porto Rico, porque não, o mais parecido com um lugar diferente fora dos lugares mais convencionais mas que está a apostar muito em posicionar-se como destino de férias.

A Família Sol-Lá-Si-Dó

familia-viajante

Veremos a circular aeroporto acima, aeroporto abaixo um carrinho de bagagem carregadíssimo de volumes: malas de todos os tamanhos. Sim, não podem ser outros, a Família Sol-Lá-Si-Dó! São aqueles que viajam em família e levam no mínimo uma mala por pessoa. Uma para o papá, outra para a mamã, uma para a menina, outra para o irmãozinho… Às vezes até levam com eles o Scooby Doo e viajam com a mascote! Fazer a mala pode ser uma autêntica loucura e os mais velhos acabam sempre por refazer a dos miúdos. Costumam tirar o máximo partido da bagagem, dobrando a roupa em rolos, por exemplo, e a bolsa dos medicamentos, para o caso dos miúdos ficarem doentes, chega a ter dimensões consideráveis.

As melhores vacances em família: os complexos “Tudo Incluído” são perfeitos pela comodidade que oferecem a casais com filhos. Todo o tipo de comidas, buffet, animações para grandes e pequenos e costumam estar em zonas de praia. Existem tanto em Portugal como no estrangeiro, caso queiramos poupar as horas de voo. Outro clássico que têm de visitar uma vez na vida com a prole completa, Disneylândia, em Paris ou em Orlando, o pressuposto manda!

Os Viajantes de “Calendário”

shutterstock_222022510_maletaportada

Perguntar-se-ão a quem nos referimos. Vá lá, levantem a mão! Quem nunca fez a mala a pensar em que modelito vai brilhar em cada dia de estadia no destino? Na segunda-feira, calções brancos e camisa azul com sapatilhas às riscas, terça-feira, vestido às flores com sandálias de borracha; quarta-feira… Estes são os que consideramos como viajantes de “calendário”. Não lhes falta um detalhe e vão metendo na mala a roupa em pequenos montes com uma etiqueta onde se lê o dia da semana em que vão usar determinada roupa e os seus respectivos complementos. Pode acontecer demorar mais a pensar no que vão colocar na mala do que realmente a colocar, mas a verdade é que de certeza que são os mais pontuais do que os companheiros de excursão.

Ideias para viajar: Turquia, Tailândia, Florença, Países Baixos, Tóquio, Nova Iorque… (quase) qualquer sítio é bom. Gostam sim, de fazer excursões e tours guiados, deixar-se levar e esquecer-se de tudo, até de escolher a roupa, assim que aterram no destino elegido.

“Consumistas” em viagem

viajantes-compradores

Se ir às compras e estar na última moda é uma das suas principais paixões, de certeza que se sentirão mais do que identificados com este tipo de bagagem: apenas umas roupas, o mais básico necessário, e o resto da mala vazio para voltar a casa com roupa e complementos que terão comprado no destino de férias. Também estão aqueles que dão uma escapadela com duas malas: numa levam tudo o que é necessário para o destino e outra completamente vazia que encherão de todo o tipo de objectos e indumentárias.

Bilhetes com rumo a… Nova Iorque é o destino favorito para os “consumistas”. Também Paris, Milão e, na realidade, vão onde estejam certos que encontrarão onde e o que comprar. Igualmente ao continente Asiático, com as muitas imitações de grandes marcas, ou Marrocos, onde também vão encontrar cópias de marcas de fama internacional.

Exploradores e Aventureiros

viajantes-exploradores

Nestes casos, a mala – que na maioria dos casos costuma ser uma mochila – é só parte da bagagem. O resto é formado por pranchas de surf, equipamento de espeleologia, mergulho, trekking ou escalada – mais os respetivos acessórios. Ou seja, de roupa e produtos de higiene não andam carregados. O “grosso” das suas mochilas é realmente tudo que necessitam para desfrutar ao máximo as suas férias. Muito cuidado antes de passar à fase de pagamento, pois pode assustar-se com o que terá de pagar por embarcar com determinado equipamento.

O mundo de assalto: costumam ser amantes de destinos naturais, tanto em Portugal como no estrangeiro. Ideias? O Grande Canyon, nos USA; Evereste, no Nepal; Monte Fitz Roy, na Argentina; Parque Nacional de Yosemite, nos USA;  Baía de Jeffreys, na África do Sul; Mundaka, no País Basco; praia de Punta Maroma, na Riviera Maia; a Grande Barreira de Corais em Cairns, na Austrália; a Lagoa Azul, na Polinésia.

© Artigo redigido por  María Sánchez.

Etiquetas

Sobre o Autor

María Sanchez

María Sanchez

Viajera, que no turista; periodista y bloguera, que no redactora. Porque no es lo mismo ser que estar, SOY comunicadora por vocación. Licenciada en Periodismo, con amplia experiencia en medios de comunicación y redes sociales, mi gran pasión es descubrir Mundo. La mejor forma de recordar un viaje, contándolo. Puedes encontrarme en la blogosfera y en las redes sociales. Bon voyage!

0 Comentários

Ainda não existem comentários!

Não existem comentários neste momento, quer adicionar um?

Escrever Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook