Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
 Últimas Notícias
  • Nenhum artigo foi encontrado
Home > O que ver > 21 jardins para passear em Portugal

O que ver

21 jardins para passear em Portugal

21 jardins para passear em Portugal
Outubro 14
08:12 2016

Os dias já começaram a ficar mais pequenos e mais frescos, chegou o outono. Mas, antes que o outono chegue realmente em força, faça por aproveitar os passeios ao ar livre. Alguns locais não permitem piqueniques, mas noutros poderá estender a toalha e prolongar o convívio com algumas iguarias. Escolhemos 20 jardins para passear em Portugal que têm tudo para serem perfeitos para os seus passeios. E se está à procura de hotéis baratos em algum destes destinos portugueses, não se esqueça de consultar o site da Rumbo!

1. Vila Real

Jardim da Casa Mateus

(fonte: Wikimedia Commons)

(fonte: Wikimedia Commons)

Em redor do Palácio de Mateus, do século XVIII, estão jardins românticos, com um túnel de cedros, canteiros desenhados com buxo e lagos. Existe um tanque oitocentista mandado construir por D. Leonor Ana Luís José de Portugal.

2. Braga

Jardim de Santa Bárbara

 jardim-de-santa-barbara-braga

O Jardim de Santa Bárbara fica no centro histórico de Braga, rodeado pelas paredes de pedra do Paço Episcopal. Tem uma fonte do século XVII no centro dos canteiros ajardinados, com a estátua de Santa Bárbara. É muito romântico.

3. Guimarães

Jardim do Palácio Vila Flor

jardins-palacio-vila-flor

(fonte: Wikimedia Commons)

Em Guimarães, o Palácio Vila Flor tem jardins que ocupam uma extensão de 1,5 hectares. Os espaços verdes existem desde o século XVII e têm várias espécies onde se destacam os arbustos de buxo. Em Guimarães tem também o verdejante Parque da Cidade para passear.

Porto

4. Parque da Cidade do Porto

parque-da-cidade-porto

Este é o verdadeiro pulmão da cidade e é o maior parque urbano do país. Concluído em 2002, tem uns impressionantes 83 hectares que começam a meio da avenida da Boavista (tem entrada também na Circunvalação) e se estendem até à beira-mar. Tem lagos, parque de merendas, casas de chá, esplanadas e campos de jogos. É aqui que está também o Pavilhão da Água.

5. Palácio de Cristal

porto-jardins-do-palacio-de-cristal

(fonte: Wikimedia Commons)

É um local muito romântico, com uma vista imperdível para o rio Douro. São oito hectares de jardins, recantos e lagos, que foram construídos no século XIX, quando da construção do edifício do (antigo) Palácio de Cristal. Destaca-se a Avenida das Tílias, pelas suas frondosas árvores.

6. Parque de Serralves

parque-de-serralves

(fonte: Wikimedia Commons)

O Parque, que faz parte da Fundação de Serralves, tem cerca de quatro mil exemplares de plantas lenhosas, com cerca de 200 espécies e variedades. Entre a vegetação encontra algumas espécies raras e uma grande biodiversidade. Pode participar em visitas guiadas ao parque ou aproveitar para fazer uma visita ao Museu de Arte Contemporânea.

7. Parque das Termas da Curia

(fonte: rotabairrada.grupoma.eu)

(fonte: rotabairrada.grupoma.eu)

No lago do Parque da Curia pode passear em barcos ou nas famosas “gaivotas” (a dar ao pedal), entrando num ambiente muito verde. Este parque tem o hotel das termas, casa de chá e campos de jogos.

Coimbra

8. Quinta das Lágrimas

quinta-das-lagrmas-coimbra

Se estiver por Coimbra, vale a pena fazer este desvio para visitar um dos mais bonitos jardins de Portugal. Além de bonito, com árvores seculares, tem também uma história marcante. Foi na Quinta das Lágrimas que, reza a lenda, se encontravam o príncipe D. Pedro e a dama Inês de Castro, às escondidas de todos. Tem aqui também o hotel e o restaurante da Quinta das Lágrimas.

9. Mata Nacional do Buçaco

mata-nacional-bucaco

(fonte: Wikimedia Commons)

Na serra do Buçaco, a Mata dá-lhe um ar quase feérico, pela densidade de árvores e pelas muitas espécies vegetais representadas. Tem seis percursos pedestres (com indicações) e no Vale dos Fetos deslumbre-se com os lagos. E há muito mais para descobrir.

Viseu

10. Parque Aquilino Ribeiro

 

(fonte: euamoviseu.com)

(fonte: euamoviseu.com)

Em Viseu, o Parque Aquilino Ribeiro é um dos maiores jardins  da cidade, considerado um verdadeiro pulmão verde. Esta mancha verde, criada desde o século XVII, tem inúmeras árvores e espaços floridos, parque infantil e vai acolhendo inúmeros eventos ao longo do ano.

Castelo Branco

11. Jardim do Paço Episcopal

jardim-do-paco-episcopal

(fonte: Wikimedia Commons)

Antes de falarmos das plantas, devemos adiantar que este Jardim do Paço Episcopal é um exemplar do barroco em Portugal. Foi construído no século XVIII, tem cinco lagos, e vários espaços distintos com plantas e árvores diversas, com destaque para o buxo.

Caldas da Rainha

12. Jardim D. Carlos I

(fonte: roteiroliterario.wordpress.com)

(fonte: roteiroliterario.wordpress.com)

É um jardim romântico no centro das Caldas da Rainha, junto ao Hospital Termal Rainha D. Leonor. O jardim recebeu o nome do rei D. Carlos I e foi criado em 1889. Nos espaços verdes, com lagos, há também estátuas e bustos para admirar.

Tomar

13. Mata Nacional dos Sete Montes

mata-nacional-dos-sete-montes

(fonte: Wikimedia Commons)

As florestas da Mata Nacional dos Sete Montes são encantadoras e com uma diversidade muito grande de árvores. Este local é um ex-libris da cidade e o principal parque de Tomar contando com 39 hectares. A mata faz ligação ao castelo e ainda é usada pela Ordem de Cristo.

Lisboa

14. Parque Eduardo VII

parque-eduardo-vii

(fonte: Wikimedia Commons)

É por este nome que o conhecemos mas, na verdade, a designação completa é Parque Eduardo VII de Inglaterra. É o maior parque no centro de Lisboa e foi batizado em 1903 por honra ao monarca inglês. Tem cerca de 25 hectares, dentro dos quais estão as Estufas Fria e a Quente com plantas, aves exóticas e lagos para conhecer.

15. Jardim Botânico da Ajuda

jardim-botanico-da-ajuda

(fonte: Wikimedia Commons)

Em 1768, foi mandado plantar pelo Marquês de Pombal, com o projeto do italiano Domingos Vandelli. Abriu com o intuito de, no mesmo local, se poderem encontrar várias espécies botânicas, vindas de várias partes do mundo. Tem 3,5 hectares com jardins floridos e lagos.

16. Jardim do Palácio dos Marqueses de Fronteira

(fonte: catalogodeviagens.net)

(fonte: catalogodeviagens.net)

Junto ao seiscentista Palácio Fronteira, em Lisboa, estão os seus bonitos jardins. É aqui que se encontram painéis de azulejos que representam as várias estações do ano e personagens.

Santarém

17. Portas do sol

(fonte: ruralea.com)

(fonte: ruralea.com)

Dizem ser a sala de visitas da cidade de Santarém. Tem um parque infantil e um miradouro de onde se tem vista para o  rio Tejo.

Bombarral

18. Jardim Buddha Eden

jardim-buddha-eden

(fonte: Wikimedia Commons)

A cerca de uma hora e meia de Lisboa, o Buddha Éden tem 35 hectares para passear. Fica na Quinta dos Loridos e é considerado o maior jardim oriental da Europa, contando com várias estátuas de Buda e 700 soldados de terracota pintados à mão.

Sintra

19. Quinta da Regaleira

quinta-da-regaleira

(fonte: Wikimedia Commons)

Muito perto do centro histórico de Sintra, a Quinta da Regaleira tem um bosque (ou mata) que fica na encosta da serra. Em cerca de quatro hectares estão jardins verdejantes e lagos, que vale a pena visitar.

Madeira

20. Jardim Tropical Monte Palace

jardim-tropical-monte-palace

(fonte: Wikimedia Commons)

Na ilha da Madeira, apelidada de Jardim do Atlântico, há inúmeros jardins que poderiam estar nesta lista (como o Jardim Botânico, por exemplo). No Funchal está este espaço verde, dentro da Quinta Monte Palace. Este jardim tropical tem cerca de 100 mil espécies vegetais, onde se encontram plantas vindas de várias partes do mundo.

Açores, S. Miguel

21. Jardim Terra Nostra

jardim-terra-nostra

(fonte: Wikimedia Commons)

Na ilha de S. Miguel, o Parque Terra Nostra é um jardim botânico que está situado no Vale das Furnas e foi fundado em 1780. Uma das suas maiores riquezas naturais é ter uma das maiores coleções de camélias do mundo. Quantas? Estima-se que tenha mais de 600 tipos de camélias diferentes.

Etiquetas

Sobre o Autor

Susana Ribeiro

Susana Ribeiro

Jornalista, adora contar histórias e é uma apaixonada por viagens. Susana Ribeiro encontra sempre um pretexto para passear. Depois de escrever, para vários órgãos de informação, sobre turismo, gastronomia, vinhos e viagens... decidiu colocar todas as suas dicas no ViajeComigo.com. As suas sugestões são para incentivar outros a descobrirem novas paragens. Por isso, diz: "Há sempre um sítio novo para conhecer, nem que seja na sua própria cidade. Cada viagem e viajante são singulares. Conheça o mundo à sua maneira".

0 Comentários

Ainda não existem comentários!

Não existem comentários neste momento, quer adicionar um?

Escrever Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook