Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > O que ver > Aarhus, a melhor capital europeia da cultura para 2017

O que ver

Aarhus, a melhor capital europeia da cultura para 2017

Aarhus, a melhor capital europeia da cultura para 2017
Fevereiro 10
09:39 2017

Valorizando a enormíssima riqueza europeia e a fantástica diversidade cultural que se sente nos seus recantos, surge a afamada iniciativa da Comissão Europeia: as Capitais Europeias da Cultura. Esta é, pois, uma forma de impulsionar a construção de um sentimento de partilha e de pertença cultural, dinamizando o desenvolvimento das cidades e celebrando a tradição cultural que permeia as mesmas.

Visitar uma Capital Europeia da Cultura é uma experiência única, uma vez que o viajante tem a hipótese de respirar de forma totalmente renovada a identidade da cidade visitada, aproveitando os eventos que marcam a ocasião. Desta forma, usualmente, esta iniciativa ajuda a promover o turismo.

Em 2017, as Capitais Europeias da Cultura serão Paphos, no Chipre, e Aarhus, na Dinamarca. É sobre esta última, pela sua magnificência, que nos debruçaremos hoje, para que saiba o que pode encontrar na mais bela das capitais culturais do ano que estamos prestes a receber.

1. Bem-vindo a Aarhus

Aarhus e Catedral (fonte: Roger W / Flickr CC)

Aarhus e Catedral (fonte: Roger W / Flickr CC)

No coração nortenho Dinamarquês encontrará uma “menina boémia”. Trata-se de Aarhus, a segunda maior cidade dinamarquesa, que fica a quase 200 quilómetros de Copenhaga, na linha das cidades escocesas de Edimburgo e Glasgow.

O seu clima é geralmente ameno mas os invernos são rigorosos, com dias frios e gélidos. Será, por isso, na Primavera e no Verão a melhor altura para se aventurar pela Capital Europeia da Cultura de 2017. Durante estes meses poderá aproveitar as horas de luz, que dão um brilho renovado a esta cidade dinamarquesa.

2. Conhecendo a Capital

Aarhus é, antes de mais, uma cidade universitária. Isto confere-lhe um espírito jovem e único, sendo comum que se cruze com grupos de estudantes, geralmente animados e entusiastas. Trata-se do local da Dinamarca onde existem mais jovens: razão pela qual a animação se garante nos bares e pub’s e pela qual encontrará eventos dirigidos a esta faixa etária. O sentimento boémio é geral nesta futura capital cultural, que vibra na descontração e o convida a juntar-se à alegria de uma cidade que vive e respira jovialidade.

Mas não pense, nem por um segundo, que esta cidade, tão jovem e dinâmica, é um aglomerado feio e recente, de caixotes empilhados em redor de uma faculdade. Esta ideia não poderia estar mais errada. Aarhus é uma cidade antiga. Na verdade, trata-se da cidade mais antiga da Dinamarca. Esta antiguidade está marcada na sua arquitetura, tomando forma nas paredes de pedra, nas fachadas das casas, nos belíssimos museus, na arte sacra, nas construções das catedrais e igrejas e, talvez principalmente, no seu maravilhoso e rico centro histórico.

Caminhando pela Aboulevarden, siga na direção da belíssima Catedral de Aarhus, um monumento imponente e magnífico, com as suas arestas acastanhadas e em frente à qual repousa uma estátua equestre. A presença desta catedral é um marco do centro histórico da cidade e merecerá uma visita demorada para que possa conhecer bem os seus recantos e pormenores.

aarhus-iglesia

Daqui, poderá partir para um dos mais famosos bairros da cidade, o Bairro Latino. Encontrará, aqui, detalhes minimalistas de uma arquitetura rica e será convidado a apaixonar-se pelo artesanato local, que se espalha por lojinhas de conveniência.

Muitos dos cenários que encontrará em Aarhus parecem saídos de filmes. Trata-se de um universo pitoresco de casas habitadas que, em si, constituem já monumentos aos olhos dos visitantes. Um exemplo disto mesmo será a Rua Mollestien, com as suas “casinhas de bonecas”.

Siga rumo ao museu Den Gamble By, em Biborgjev, um museu ao ar libré onde será convidado a ver perto de uma centena de casas antigas, trazidas dos mais diversos pontos da Dinamarca como forma de preservar e celebrar a maravilhosa arquitetura local. Se este lhe abrir o apetite, por que não visitar também o museu Vinique de Aarhus ou o Museu de Moesgaard?

Cada passo será uma descoberta e cada curva um destino. Enquanto amante da natureza, delicie-se com o magnífico Jardim Botânico e com o Jardim Florestal.

3. Pedalar para conhecer

Em Aarhus, a bicicleta é um dos principais meios de transporte. Ecológico, simples e prático, este é um meio com o qual se cruzará muitas vezes, sendo comum que veja os habitantes locais a pedalar pelas ruas. Desde o adolescente à senhora de salto alto e mala de luxo, toda a gente parece aderir à moda local dos pedais de bicicleta. Junte-se a eles, aproveitando as bicicletas gratuitas e conheça as ruas da cidade enquanto sente o ar frio no seu rosto.
As suas ciclovias, bem definidas e seguras, serão a melhor forma de garantir que não perde pitada desta capital cultural.

aarhus-cidade-velha

Parte Antiga da cidade de Aarhus (fonte: Roger W / Flickr CC)

4. Pernoitar em Aarhus

Cidade repleta de recantos a visitar, Aarhus não pode ser visitada num dia só. Encontrará várias opções para pernoitar durante a estadia: hotéis de luxo, pousadas e hostels estarão à sua espera, havendo ainda a possibilidade de celebrar de forma ainda mais vibrante a cultura local e aproveitar para privar com os nativos, arrendando um quarto para ficar durante a sua estadia.

Arquitetura, convívio, património, animação e cultura juntam-se, desta forma, para fazer da cidade de Aarhus, a melhor capital europeia da cultura para 2017. Está tudo preparado para garantir que, nesta cidade dinamarquesa, aproveita o melhor do que o país tem para lhe oferecer.

Em 2017, a par com toda esta beleza e magnitude, será ainda convidado a juntar-se às variadas celebrações que marcarão o galardão obtido. Concertos, exposições e outros eventos irão garantir que esta cidade da Dinamarca ganha uma vida renovada, trazendo até si o melhor do universo tradicional e cultural da região.

Envolva-se nesta história de plenitude e aproveite para conhecer uma das mais pitorescas e boémias cidades de toda a Europa. Uma oportunidade única e imperdível para se aventurar por um universo de animação e esplendor e, quem sabe, para o fazer enquanto experimenta os traços da cultura local e pedala pelas ruas, descobrindo as maravilhas da liberdade que se permite sobre as duas rodas de uma bicicleta.

Foto: © Tonygers / © Zveiger

Etiquetas

Sobre o Autor

Marina

Marina

Viajar alimenta-nos a alma de conhecimento das coisas, dos outros e de nós próprios. Gostava de viver mil anos para conhecer mil destinos!
É a escrita que me compensa o sonho quando a realidade tarda.

0 Comentários

Ainda não existem comentários!

Não existem comentários neste momento, quer adicionar um?

Escrever Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook