Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > O que ver > As “outras” cidades do Amor… com licença de Paris!

O que ver

As “outras” cidades do Amor… com licença de Paris!

As “outras” cidades do Amor… com licença de Paris!
Abril 02
12:00 2015
7
SHARES

A capital francesa pode gabar-se de ser considerada o destino mais romântico do mundo. Ao longo dos anos, tem vindo a ganhar adesão o seu apelido de, “Cidade do Amor”. No entanto, nada na sua história nem em fábulas ou contos que circulam à sua volta, corroboram esta alcunha. Bem, nada…ou tudo. É que, no final de contas, Paris está irremediavelmente associado ao romance pela sua beleza estonteante e isso será motivo suficiente para atrair centenas de namorados a querer “sacar” as suas selfies com a Torre Eiffel, como pano de fundo, ou enquanto passeiam pelo Sena.

No caso de outras cidades, tal não acontece. Apesar de não serem tão majestosas como Paris foram cenários – reais ou fictícios – de verdadeiras histórias de AMOR -assim, com maiúsculas. Neste post vamos recomendar-vos cinco desses lugares que testemunharam beijos arrebatadores e declarações enigmáticas.

voos baratos verona

Verona (Fotos: Cintia Barenho – Flickr Creative Commons)

Verona. “Já amei antes? Não tenho a certeza! Pois nunca havia eu visto tal beleza”. Esta é uma das frases mais famosas da literatura romântica. Da autoria de Romeu Montecchio em ‘Romeu e Julieta’, de Shakespeare. Esta tragédia decorre numa Verona ficcional. A cidade, a 120 km de Veneza, é das mais bonitas de Itália. Paragem obrigatória, a Casa de Julieta, um edifício do século XIII chamado Il Cappello. Não lhe faltam detalhes: mensagens de amor à entrada, o túmulo da protagonista… e a famosa varanda!

hoteis baratos teruel

Teruel, (Foto: Randi Husken – Flickr Creative Commons)

Teruel. A cada mês de Fevereiro, esta cidade espanhola regressa à Idade Média, para recriar a lenda dos ‘Amantes de Teruel’. Juan Diego Martínez de Marcilla e Isabel de Segura desafiam as normas sociais – ele do povo, ela nobre – e apaixonam-se. O mancebo parte para a guerra para fazer fortuna. No regresso da batalha, Juan Diego não pode suportar a dor de ver sua amada nos braços de outro -entretanto casada pelo seu pai, e morre. No funeral, Isabel não se consegue conter e beija-o, caindo de seguida, fulminada. Os túmulos de ambos, as suas estátuas e o mausoléu da igreja de San Pedro far-nos-á reviver um pouco esta história.

hoteis baratos agra

Agra, Taj Mahal/ Foto: Ram Reddy – Flickr CreativeCommons

Agra. Nas margens do rio Yamuna, na Índia, situa-se esta enigmática cidade, morada de uma das manifestações, mais impressionantes, de amor: o Taj Mahal. É uma das sete maravilhas do mundo e deve sua existência ao imperador Shah Jahan, que quis honrar com esta construção a memória de sua esposa Arjumand (Mumtaz Mahal, a “eleita do Paraíso”). Este é um dos mais belos edifícios do mundo: combina elementos das arquitecturas Islâmica, Persa, Indiana e Turca. Património da Humanidade (UNESCO) desde 1983.

hoteis baratos alcobaça

Alcobaça/ Foto: Mónica Poza – Flickr CreativeCommons

Alcobaça. Dois magníficos sepulcros no Mosteiro de Alcobaça, onde repousam o infante Dom Pedro e aquela que foi o amor da sua vida, Inês de Castro, levam-nos a visitar esta cidade, parte integrante da Região de Turismo do Oeste. Um drama com um desfecho muito triste, a desta história de amor: o então infante D. Pedro e Inês de Castro, dama de companhia da sua esposa, apaixonaram-se tendo vivido muitos anos nos Paços de Santa Clara, em Coimbra. D. Afonso IV, é que não esteve pelos ajustes: temendo a ameaça às pretensões da coroa, que representava a linhagem galega nobiliária de Dona Inês de Castro, mandou executá-la. Quando Dom Pedro subiu ao trono, vingou a sua morte, coroando-a Rainha de Portugal e mandando construir estes mausoléus.

hoteis baratos guanajuato

Guanajuato/ Foto: Guanajuato México – Flickr CreativeCommons

Guanajuato. Saída como de um conto bonito e colorido, nesta cidade mexicana pode-se encontrar o chamado “beco do beijo”: se um casal selar o seu amor com um beijo no terceiro degrau, sete anos de amor os aguardam. Depois desta “benção”, o futuro de Carmen e Luís, dois jovens amantes cuja relação não era bem recebida pelos seus pais, prometia. Viviam em casas vizinhas, e apenas 68 centímetros os separavam, o suficiente para trocar mimos pela varanda. Um dia, o pai de Carmen surpreendeu-os e, de um impulso, matou Luís.

Este post chega ao fim… E nós queremos dizer “até a próxima”, a preceito:

“Boa noite, boa noite! Partir é tão doce tristeza, que direi boa noite até que amanheça.” Romeu e Julieta, William Shakespeare.

© Artigo traduzido por  Miguel Albuquerque.

7
SHARES
Etiquetas

Sobre o Autor

María Sanchez

María Sanchez

Viajera, que no turista; periodista y bloguera, que no redactora. Porque no es lo mismo ser que estar, SOY comunicadora por vocación. Licenciada en Periodismo, con amplia experiencia en medios de comunicación y redes sociales, mi gran pasión es descubrir Mundo. La mejor forma de recordar un viaje, contándolo. Puedes encontrarme en la blogosfera y en las redes sociales. Bon voyage!

0 Comentários

Ainda não existem comentários!

Não existem comentários neste momento, quer adicionar um?

Escrever Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook