Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > Uncategorized > Quem viveu aqui? Casas-museu a não perder Europa fora

Uncategorized

Quem viveu aqui? Casas-museu a não perder Europa fora

Quem viveu aqui? Casas-museu a não perder Europa fora
Dezembro 22
07:23 2015

Ao sul de Birmingham, na localidade de Warwickshire, encontra-se uma zona residencial que é um dos lugares de peregrinação literária mais visitados a nível mundial. Foi aqui, em Stratford-upon-Avon, onde William Shakespeare nasceu e viveu. A residência de autor da frase imortal, “ser ou não ser, eis a questão”, é uma das casas-museu mais importantes da Europa, e o ponto de partida deste roteiro por sete residências célebres altamente recomendáveis.

Stratford-upon-Avon, Warwickshire (Inglaterra). Como já foi mencionado, foi a cidade-berço de William Shakespeare, tendo a sua casa sido reconvertida em museu há mais de um século. Em exibição, réplicas e objectos originais de quando a família aí habitava assim como o encantador jardim, tipicamente inglês. Para lá chegar pode apanhar-se o comboio, a partir de Birmingham ou Londres ou, em alternativa, conduzindo até lá. Uma vez aí, ponderem a visita ao Royal Shakespeare Theatre, que é precisamente onde actua a Royal Shakespeare Company.

casa de shakespeare

Casa Shakespeare. Foto: Elliott Brown/ Flickr CreativeCommons.

Place de Vosges no bairro de Marais, em Paris. Entre 1832 e 1848, Victor Hugo assentou arraiais no segundo andar desta mansão tendo sido entre estas 4 paredes, onde uma grande parte de “Les Miserables” foi escrita. Outra visita imprescindível para os amantes da literatura, que encontram nas suas instalações um espaço reservado a exposições temporárias, desenhos e iconografia da sua obra, e numa segunda fase, mobiliário e memorabilia da casa nos tempos em que foi habitada pelo escritor.

la casa de victor hugo en paris

Place de Vosges, Marais, París. Foto: Eduard Díaz i Puig/ Flickr CreativeCommons.

Brixham, condado de Devon, sudoeste da Inglaterra. Não sei se seria capaz de passar uma noite na imponente casa de campo onde a rainha o mistério e do suspense, Agatha Christie, passou uma boa parte do seu tempo. A casa foi reaberta há alguns anos, depois de ser restaurada pelo National Trust (Património Nacional). Nela se encontram objectos que pertenceram à autora de títulos, entre outros, de “Morte no Nilo” ou “Assassinato no Orient Express“. Passava os verões aqui, reunindo a família e amigos para comemorar o fim de cada nova obra. Conta também com um magnífico jardim que rodeia a mansão.

casa de agatha christie

Casa do campo Agatha Christie. Foto: Peter M/ Flickr CreativeCommons.

Plaza de la Merced, Málaga. No número 15, daquela que é uma das praças mais centrais na capital da Costa del Sol está sediada a casa que pertenceu ao genial pintor malaguenho Pablo Ruiz Picasso. Desde 1983 que é considerada Monumento Histórico Artístico de Interesse Nacional. Estão em exibição tanto peças e esboços preparatórios do autor, de obras tão extraordinárias como “Les Demoiselles d’Avignon”, como obras de arte de mais de 200 artistas diferentes. Os seguidores de Picasso podem aproveitar a visita à cidade para ficar a conhecer o Museu Picasso e galerias de arte tão interessantes como o Museu Carmen Thyssen, Centro de Arte Contemporânea, Centro Pompidou, Museu Russo, etc.

casa picasso

Casa Picasso, Malaga. Foto: Jorbasa Fotografie/ Flickr CreativeCommons.

Prinsengracht, Amesterdão. Se falamos de casas-museu e de Holanda tudo nos encaminha para… Anne Frank. Todos os anos centenas de milhares de pessoas passam por este lugar perfeitamente conservado e no qual podemos ver o armazém do pai da menina, os escritórios das pessoas que os ajudaram a refugiarem-se e os quartos onde oito pessoas viveram escondidas. Esta visita é realmente comovente ajudando-nos a recordar a aflição pessoal duma família durante um período tão tenebroso da história mundial.

casa de anna frank

Casa-museu Anna Frank. Foto: Ceronne/ Flickr CreativeCommons.

Travessa da Sacristia, Porto Santo. Desta vez, ficamos por “casa”, na bonita ilha de Porto Santo, onde Cristóvão Colombo viveu por algum tempo. A casa que habitou foi entretanto restaurada e é, actualmente, a maior referência cultural de Porto Santo. Evoca perfeitamente o ambiente no qual viveu o explorador e nela se expõem retractos, mapas e peças do galeão holandês Sloot Ter Hooge.

porto santo portugal

Porto Santo, Portugal. Foto: Madeira Walking/ Flickr CreativeCommons.

“Casa Fígaro”, Viena. Leva mais de três séculos em pé aquela que é a vivenda mais famosa de Viena. No número 5 da rua Domgasse viveu um dos mais famosos músicos de todos os tempos, Wolfgang Amadeus Mozart. Embora não funcione como casa-museu merece a visita. De realçar que foi precisamente aqui que se reuniu com compositores da envergadura de Beethoven e Haydn e onde se inspirou para compor a obra-prima “As Bodas de Fígaro”.

viena

Viena. Foto: Costel Slincu/ Flickr CreativeCommons.

Se ficou com vontade de conhecer estas casas-museu, não se esqueça de procurar os hotéis mais baratos da Europa no site da Rumbo.

Foto destacada: Eduard Díaz i Puig/ Flickr CreativeCommons.

© Artigo traduzido por Miguel Albuquerque.

Etiquetas

Sobre o Autor

María Sanchez

María Sanchez

Viajera, que no turista; periodista y bloguera, que no redactora. Porque no es lo mismo ser que estar, SOY comunicadora por vocación. Licenciada en Periodismo, con amplia experiencia en medios de comunicación y redes sociales, mi gran pasión es descubrir Mundo. La mejor forma de recordar un viaje, contándolo. Puedes encontrarme en la blogosfera y en las redes sociales. Bon voyage!

0 Comentários

Ainda não existem comentários!

Não existem comentários neste momento, quer adicionar um?

Escrever Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook