Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > O que ver > Coimbra: lugares a não perder

O que ver

Coimbra: lugares a não perder

Coimbra: lugares a não perder
Novembro 27
08:53 2015

Conhecida como a Cidade do Conhecimento, Coimbra é um local marcado pelo tempo. Nesta cidade, erigida em torno das memórias do passado, edifica-se um presente aliado à construção do futuro. Pode parecer confuso, à partida. Mas não o é. Coimbra é uma cidade repleta de monumentos e história, onde lendas e sonhos povoam o imaginário das gentes e das pedras da calçada. Aliado a isto, é uma cidade cosmopolita que, todos os anos, recebe centenas de estudantes que procuram, no seio da sua tradição universitária, ganhar os conhecimentos necessários para construírem o amanhã. Para muitos, Coimbra simboliza isso mesmo: o sonho do futuro. E esse é um sonho construído por entre uma ancestralidade talhada na pedra e cuja história remonta ao nascer de Portugal.

Coimbra está recheada de monumentos, museus, paisagens e recantos maravilhosos que farão, certamente, a delícia de todos quantos a visitarem. Deixaremos, no entanto, como sugestão, sete lugares que não poderá deixar de visitar durante a sua estadia nesta cidade. Com vontade de visitar a cidade? Os hotéis mais baratos de Coimbra estão na Rubmo!

1. Universidade de Coimbra

Com uma história que conta, já, com 725 anos de existência, a Universidade de Coimbra é um marco histórico da cidade. Encontrando-se, ainda, em funcionamento, a Universidade é particularmente conhecida pela sua zona antiga, situada na alta da cidade, onde poderá encontrar tesouros de incontestável valor histórico, arquitetónico e tradicional. Uma visita a este local irá permitir que encontre, numa primeira instância, um conjunto de edifícios antigos, cuja fachada oferece as maravilhas da arquitetura lusa.

Estátuas e dizeres indicam as ciências que ali se lecionam e remetem para a ancestralidade. Um marco incontornável será a Torre da Universidade, onde encontrará o sino, localmente conhecido como “Cabra”. Esta torre, com 33,5 metros de altura é o ex-libris da Universidade de Coimbra e tem uma das mais esplendorosas vistas panorâmicas sobre a cidade e o Vale do Mondego. Ainda na universidade, não poderá recusar uma visita à Biblioteca Joanina, uma biblioteca barroca que chegou a ser considerada, pelo jornal inglês “The Telegraph” como a mais bela do mundo.

universidad

2. Penedo da Saudade

O Penedo da Saudade, também conhecido como “Retiro dos Poetas”, trata-se de um parque e miradouro conimbricense, marcado pela presença de um jardim onde, ao longo dos séculos, estudantes deixaram, inscrito nas pedras, poemas e memórias da sua vivência coimbrã. O poema mais antigo data de 1855 e, no seu conjunto, estas inscrições contam muito da história e da tradição académicas da cidade. Um local telúrico, onde poesia, saudade e memória se juntam para mostrar um pouco do misticismo que envolve toda a cidade.

3. Conimbriga

Originária da permanência romana no espaço geográfico que hoje é Portugal, Conimbriga trata-se de uma antiga cidade romana, atualmente em ruínas, que faz parte da história da cidade que hoje encontramos. Ligeiramente afastada do centro conimbricense, na estrada para Penela, este espaço abriga memórias ancestrais e é de um incontornável valor arqueológico.

Este local irá convidar os seus visitantes a recuar alguns milénios para conhecer as estruturas sociais, geográficas, culturais e arquitetónicas romanas e a forma como estas contribuíram e influenciaram a história de Portugal.
Uma visita imperdível para os amantes de História e de Arqueologia.

4. Portugal dos Pequeninos

O nome remete para a infância e foi justamente para as crianças que este espaço foi pensado. Apesar disso, tem feito o deleite de jovens e adultos ao longo dos anos. Este parque – onde tudo é feito em miniatura – é de uma grandeza fabulosa. Aqui, poderá visitar réplicas de monumentos, vilas e espaços tradicionais do nosso país e divertir-se nos recantos lúdico-educativos pensados para os mais novos. Conhecer o Portugal dos Pequeninos trata-se de uma viagem de Norte a Sul a Portugal, sem sair dos limites de um jardim.

5. Quinta das Lágrimas

Falar de Coimbra significa, muitas vezes, falar do romance de D. Pedro com a fidalga D. Inês de Castro. E, falar desta história de amor, que marcou grandemente o imaginário português e, em especial, dos conimbricenses, significa falar da Quinta das Lágrimas, da sua “Fonte dos Amores” e da “Fonte das Lágrimas”.

Esta Quinta, que é atualmente um hotel, pode ser visitada, permitindo que conheça os jardins palacianos e que visite os locais que marcaram a trágica história de amor real daquela que, “depois de morta foi rainha”. Uma visita entre a natureza, a história e a lenda que o fará sonhar com outras eras e que encantará os mais românticos.

quinta lagrimas

6. Mosteiro de Santa Clara-a-Nova

Este mosteiro, também conhecido como “Igreja de Rainha Santa Isabel”, trata-se de um espaço religioso, onde ainda decorrem cultos e cerimónias, e que conheceu de perto a Santa Padroeira da Cidade, a esposa do rei D. Diniz, Isabel de Aragão. Nesta igreja, além dos vitrais e da arquitetura, poderá visitar o tumulo desta rainha que, segundo reza a história, foi autora de inúmeros milagres e protetora dos pobres e oprimidos. Os amantes de turismo religioso não poderão deixar de visitar este espaço, para conhecerem a igreja e o antigo mosteiro e se encantarem com a sua amplitude histórica e a forma como marcou a tradição da cidade de Coimbra.

7. Cascata da Fraga da Pena

É preciso sair dos roteiros turísticos mais conhecidos e vaguear pelo distrito de Coimbra, até à região de Arganil mas podemos garantir: não será apenas um destino de encantar, mas também uma viagem onde poderá observar algumas maravilhas naturais únicas no mundo.

Se seguir junto ao rio, na direção da Fraga da Pena, poderá observar um fenómeno geológico de beleza incomparável, conhecido localmente como a “Biblioteca do Mondego”. Esta trata-se de uma encosta escarpada, junto ao rio, onde as placas, alinhadas verticalmente, dão a ilusão de se tratarem de gigantescos livros na margem do Rio Mondego – um cenário que se adequa, como nenhum outro, à associação que Coimbra tem com os estudos e o conhecimento.
Chegando à Fraga da Pena, poderá, então, aproveitar uma paisagem deslumbrante, disfrutar dos espaços de piquenique ou deitar-se junto à pequena lagoa formada pela cascata. Um cenário telúrico maravilhoso que irá preencher o coração dos amantes da Natureza.

Além destes locais, haverá, certamente, muitos outros. Coimbra é uma cidade rica e que terá uma oferta imensamente variada para si. Museus, faculdades, espaços naturais, igrejas, ruínas… são imensas as sugestões que encontrará na Cidade do Conhecimento. Uma cidade imperdível para conhecer, explorar e sonhar.

Foto: Edgar Jiménez / Dennis Jarvis

Etiquetas

Sobre o Autor

Marina

Marina

Viajar alimenta-nos a alma de conhecimento das coisas, dos outros e de nós próprios. Gostava de viver mil anos para conhecer mil destinos!
É a escrita que me compensa o sonho quando a realidade tarda.

1 Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook