Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > O que ver > Contigo até ao fim do mundo! Viagem aos confins da Terra…

O que ver

Contigo até ao fim do mundo! Viagem aos confins da Terra…

Contigo até ao fim do mundo! Viagem aos confins da Terra…
Fevereiro 02
09:14 2016

Cuidado com dizer da boca para fora frases românticas do tipo “amo-te até ao infinito e mais além” ou com fazer promessas do género “levo-te às nuvens”: pode ser levado muito a sério. Na eventualidade que isso venha a acontecer, algo provável, tendo em conta que se aproxima o Dia dos Namorados, não comece a hiperventilar! No blog de viagens da Rumbo.pt damo-vos a conhecer cinco lugares que outrora foram baptizados de “fim do mundo” e onde poderás levar o teu/tua mais que tudo para que se sinta mais especial do que nunca.

Ushuaia, na Tierra del Fuego (Argentina)

Conhecida como a cidade mais austral do mundo, a cidade de Ushuaia encontra-se nas margens do Canal Beagle, rodeada pela cordilheira Martial. É a porta de entrada para a Antárctida e entre os seus inúmeros atractivos está o privilégio de contemplar os glaciares Martial e Vinciguerra, subir a bordo daquele que é conhecido como o “comboio do fim do mundo”, que percorre o trajecto que faziam os reclusos no início do século XX, ou visitar o Parque Nacional da Tierra del Fuego. Fica a 12 quilómetros a oeste de Ushuaia e tem uma área de 63.000 hectares: apenas 2.000 estão abertos ao público. É o ecossistema de mais de 20 espécies de mamíferos e de mais de 90 espécies de aves.

ushuaia

Finisterra, Galiza

O seu nome procede do latim “finis terrae“, o fim do mundo. Este município espanhol, pertencente à Corunha, ficou a ser assim conhecido por “culpa” dos romanos, que pensavam que este era o ponto mais ocidental da Terra. Então, o que é que encontramos aqui? Paisagens agrestes e praias deslumbrantes, como a de Langosteira ou a de Mar de Fora, entre as mais selvagens por terras galegas. A presidir a paisagem, um farol portentoso – Cabo Finisterra – que representa um marco muito especial, sobretudo para os peregrinos do Caminho de Santiago, que não dão a jornada por finalizada até que cheguem aqui.

galicia

Austrália

The Land Down Under. Foi assim que os britânicos apelidaram a Austrália e a Nova Zelândia, qualquer coisa como “a terra lá do fundo”, por se encontrar no hemisfério sul, vários socalcos para lá de muitas outras paragens do planeta. É um daqueles destinos a que há que regressar, uma e outra vez, não fosse este o sexto país maior do mundo, em área. O que visitar por aqui? Desde as grandes metrópoles como Sydney, Melbourne ou Canberra (a capital), à Grande Barreira de Coral australiana, o maior recife de coral do mundo (com uma extensão de cerca de 2.600 km de comprimento), ou até mesmo o deserto do Oeste.

australia

Gronelândia

Para os casais aventureiros, este é vosso “fim do mundo” ideal – Gronelândia – uma região autónoma da Dinamarca que é enorme: conta com mais de 2.000 milhões de quilómetros quadrados, dos quais apenas 20% não estão cobertos por gelo. Ocorre-vos experiência mais romântica que contemplar auroras boreais de mãos dadas? A melhor época do ano para tal é Março, pelo que ainda estão a tempo. Já agora, outra experiência única é a de caminhar ao longo dos seus desertos gelados. O mais recomendável é dirigirem-se ao sul da ilha, ao glaciar de Qaleragdlit, um dos que têm melhores acessibilidades. Para se hospedarem? Procurem a povoação de Qeqetarsuaq, uma pequena aldeia com casinhas pintadas de cores garridas. E a chave de ouro?! Poder avistar alguma baleia ou ver ao vivo ursos polares. ‘Bora fazer as malas?!

groenlandia

Cabo de São Vicente

Perto de aqui e de acolá, sem sair de Portugal, damos de caras com outro de esses pontos “extremos” do mundo, o Cabo de São Vicente. Trata-se do vértice do quadrante Sudoeste do Velho Continente e, noutra era, de “todo o mundo habitado”. Está localizado em Sagres, no concelho de Vila do Bispo, o último apeadeiro da Europa continental. A visitar, o farol e a fortaleza de Sagres e, a não perder, a possibilidade de desfrutar de um dos pores-do-sol mais encantadores do mundo. Nos arredores, pequenas e encantadoras localidades, como Vila do Bispo, Raposeira e Bordeira; praias magníficas, escondidas entre falésias que dão vertigens, como Ingrina, Zavial, Burgau, Beliche, entre outras.

cabo san vicente

© Artigo traduzido por Miguel Albuquerque.

Etiquetas

Sobre o Autor

María Sanchez

María Sanchez

Viajera, que no turista; periodista y bloguera, que no redactora. Porque no es lo mismo ser que estar, SOY comunicadora por vocación. Licenciada en Periodismo, con amplia experiencia en medios de comunicación y redes sociales, mi gran pasión es descubrir Mundo. La mejor forma de recordar un viaje, contándolo. Puedes encontrarme en la blogosfera y en las redes sociales. Bon voyage!

0 Comentários

Ainda não existem comentários!

Não existem comentários neste momento, quer adicionar um?

Escrever Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook