Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > Conselhos de Viagem > Destinos perfeitos para o Outono

Conselhos de Viagem

Destinos perfeitos para o Outono

Destinos perfeitos para o Outono
Setembro 12
10:16 2016
4
SHARES

As tardes tornam-se mais fugazes, as notas douradas de verão dão lugar aos tons ocres, avermelhados e castanhos e o sol começa a dar tréguas permitindo-nos desfrutar de um clima mais ameno, mais apelativo para viajar. Sim, amigos, o Outono está aí ao virar da esquina apresentando-se como a temporada perfeita para uma ou outra escapadela e existem até destinos perfeitos para o Outono! Não faz tanto calor, não vamos encontrar aglomerações excessivas nem preços elevados. Querem melhor? Se acrescentarmos a tudo isto o facto de que há determinados lugares que brilham especialmente nos meses de Outubro e Novembro, não se pode pedir muito mais sem começar a parecer picuinhas…

Borgonha: Roteiro do vinho por terras francesas.

Borgonha. Foto: Jean-Marc/ Flickr CC.

Borgonha. Foto: Jean-Marc/ Flickr CC.

Um em cada dez turistas estrangeiros menciona o vinho entre as suas motivações para visitar França. Se pensarmos que o Outono dá uma cor sui generis às vinhas do país gaulês aqui fica a nossa primeira proposta: uma visita a uma região que soa, e que sabe, a vinhos requintados. Existem vários itinerários possíveis, mas a nossa recomendação é a dos grandes vinhos – Côte de Nuits e Côte Debeaune. Segue o trilho de 38 localidades vinícolas, num serpenteado de cerca de 60 quilómetros e onde poderão degustar os sublimes Romanée-Conti ou Chambertin.

Noruega: parques naturais e as auroras boreais mais fabulosas.

Rondane National Park. Foto: Анатолий Крайников/ Flickr CC.

Rondane National Park. Foto: Анатолий Крайников/ Flickr CC.

Embora não haja nenhuma data específica para presenciar ao vivo e in situ este espectáculo da natureza, a verdade é que se considera que o período compreendido entre o final de Setembro e o final de Março, como a temporada alta para assistir às auroras boreais. O leque de opções aumenta à medida que as noites vão ganhando terreno. Verdade seja dita que esta estação do ano é particularmente bela pelas cores que sobressaem nos seus parques naturais. O Rondane National Park é de paragem obrigatória, rodeado de proeminentes cumes e tingido de vermelho, ocre e amarelo combinando harmoniosamente com a alvura das bétulas desta região.

Barcelona para passear e variar um pouco.

Barcelona. Foto: Lutor44/ Flickr CC.

Barcelona. Foto: Lutor44/ Flickr CC.

No país vizinho, e com excelentes ligações rodoviárias e aéreas, uma excelente dica é dar um salto até à capital catalã. Barcelona goza de um clima mediterrânico delicioso, de outonos e primaveras suaves que convidam a desfrutar das suas ruas e praças. A cidade é uma das mais interessantes do Velho Continente tendo recentemente inaugurado uma nova galeria de arte que reforça o seu papel como um dos lugares mais culturalmente vibrantes. Referimo-nos ao Museu Europeu de Arte Moderna (MEAM), sedeado no Palau Gomis, no tradicional bairro de Born.

Kyoto e a sua luz Outonal.

Kyoto. Foto: Bong Grit/ Flickr CC.

Kyoto. Foto: Bong Grit/ Flickr CC.

A outrora capital nipónica – durante mais de mil anos – é um dos destinos mais atractivos do país do sol nascente. Convidamo-vos a procurar voos económicos para Kyoto a fim de desfrutar de um Japão especialmente mágico entre Setembro e Dezembro. O motivo está nos tons em que se vão vestindo os parques e bosques que abrigam os templos da cidade. É a temporada das folhas coloridas ( ‘Koyo’) e de ver “a cara mais bonita” dos monumentos e edifícios que são considerados Património Mundial pela UNESCO: o templo de Kinkakuji é um deles. Existem cerca de 16 santuários e complexos merecedores de uma visita.

Tranquilidade e beleza rural por cá.

Castelo Rodrigo. Foto: 57Andrew/ Flickr CC.

Castelo Rodrigo. Foto: 57Andrew/ Flickr CC.

A nossa última sugestão – que na verdade é a que mais aconselhamos – é especial por ser em Portugal. Assim é pois, não raras vezes, nos esquecemos da beleza do que temos à nossa volta. Apontamos várias possibilidades e a sua razão de ser: Castelo Rodrigo (Figueira) pelo seu ar medieval, com as suas muralhas seculares e ruínas de palácios e igrejas, um espaço monumental único; Provesende (Sabrosa), rodeada por vinhedos e onde se celebra, entre Setembro e Outubro, o Festival dos vinhos do Douro; Dornes (Ferreira do Zêzere), para se afastarem da multidão e do bulício, um dos pontos de interesse da rota dos Templários, no rio Zêzere; Sortelha (Sabugal), uma das mais antigas e belas aldeias portugueses, com uma espécie de labirinto de ruas empedradas e um castelo que parece vigiar o horizonte; Ericeira, uma vila de pescadores, refugiada entre uma falésia e o Palácio de Mafra, de casinhas azuis e brancas e com uma capela encantadora dedicada à padroeira dos pescadores.


Foto destacada: Takashi Hososhima/ Flickr CC.

© Artigo traduzido por Miguel Albuquerque.

4
SHARES
Etiquetas

Sobre o Autor

María Sanchez

María Sanchez

Viajera, que no turista; periodista y bloguera, que no redactora. Porque no es lo mismo ser que estar, SOY comunicadora por vocación. Licenciada en Periodismo, con amplia experiencia en medios de comunicación y redes sociales, mi gran pasión es descubrir Mundo. La mejor forma de recordar un viaje, contándolo. Puedes encontrarme en la blogosfera y en las redes sociales. Bon voyage!

0 Comentários

Ainda não existem comentários!

Não existem comentários neste momento, quer adicionar um?

Escrever Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook