Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > O que ver > Cá Dentro: E a Ericeira aqui tão perto

O que ver

Cá Dentro: E a Ericeira aqui tão perto

Cá Dentro: E a Ericeira aqui tão perto
Janeiro 29
08:41 2016

A vila da Ericeira é azul. Azul nas barras que adornam as fachadas das casas pitorescas, azul no horizonte que apresenta, a perder de vista, oceano adentro e, nos melhores dias, azul no céu que a cobre.

A ocupação humana é aqui antiga, tanto que ninguém sabe ao certo quando se iniciou. Há traços que indicam presença fenícia, mas é desde o foral de 1229 que a sua história se encontra documentada.

E ali se mantém, tão perto da capital, mas ignorada e mesmo desconhecida de tantos lisboetas. De forma injusta, porque os seus encantos são imensos e a acessibilidade excelente. Além disso existem imensos hotéis baratos na Ericeira, com preços muito em conta.

 

Uma pincelada de História recente

conhecer a ericeira, o que ver na ericeira, ericeira portugal, ericeira lisboa, ericeira praia pescadores, surf ericeira, kitesurf ericeira, paddlesurf ericeira

Portugal, Ericeira: Sundown

Apesar de um passado distinto, a história recente da Ericeira fica marcada pela associação a um momento determinante para Portugal: a revolução republicana de 1910 que pôs um ponto final a nove séculos de monarquia. E isto porque foi daqui, da Praia dos Pescadores, que o rei Dom Manuel II partiu para o exílio, no próprio dia da revolução, o quinto do mês de Outubro.

Do ambiente na vila por essa altura dá-nos conta o escritor Miguel Sousa Tavares nas páginas iniciais do seu romance Equador. A Ericeira surge como um retiro cosmopolita, procurado por gente bem colocada na sociedade em busca de uma escapadela balnear.

Nas décadas seguintes a Ericeira manteve-se numa proximidade muda, com a população muito estável e o dia-a-dia inalterado, marcado pela actividade piscatória. Aos poucos, a vila e os seus arredores começaram a ser procurados no Verão por uma classe média urbana em ascensão, que ali se reunia em peso para usufruir dos Agostos refrescados pela proximidade do mar e da serra.

 

A Ericeira de Hoje

conhecer a ericeira, o que ver na ericeira, ericeira portugal, ericeira lisboa, ericeira praia pescadores, surf ericeira, kitesurf ericeira, paddlesurf ericeira

Actualmente a Ericeira apresenta-nos o resultado de um casamento harmonioso entre o seu passado e a modernidade presente. Continua ligada umbilicalmente ao mar, a sua economia girando em torno das pescas e do turismo.

É um mimo descer até à Praia dos Pescadores, sentir na face a maresia enquanto se observa a faina dos velhos lobos-do-mar, de volta das suas embarcações e das redes que lhes trazem o sustento para a mesa. Especialmente num dia agradável de inverno, quando a afluência de visitantes é mais reduzida.

Caminhar pelas ruas do centro histórico é outro encanto. Com calma, procurando encontrar os pequenos segredos escondidos de quem passa em marcha apressada: os fontanários centenários, o pelourinho medieval, as varandas floridas, os ângulos de esquina que de repente oferecem uma perspectiva de cortar a respiração para o mar.

Quem gosta de comer encontra aqui diversos locais afamados pelas manjares com sabor a mar: peixe e marisco enchem as mesas da restauração local, e se bem que por vezes os preços sejam puxados, diz quem sabe do que fala que valem a pena.

E depois há este Oceano, bravo, alteroso, omnipresente, que trouxe à Ericeira uma fama inesperada que provêm das condições ideais para a prática de surf. Ali decorrer normalmente uma das provas do circuito mundial e há muito que este desporto colocou a Ericeira nos mapas dos cinco continentes.

 

Para lá e em Redor

conhecer a ericeira, o que ver na ericeira, ericeira portugal, ericeira lisboa, ericeira praia pescadores, surf ericeira, kitesurf ericeira, paddlesurf ericeira

A Ericeira localiza-se na chamada região saloia, a noroeste de Lisboa. Os acessos são excelentes, sobretudo desde a conclusão da auto-estrada A21 que deixa os visitantes às portas da vila. Quem não tem carro pode sempre chegar de autocarro, com partidas regulares ao longo do dia desde Lisboa.

Pela sua proximidade à grande metrópole de Lisboa é o local ideal para uma escapadela de fim-de-semana, mas para quem vem de mais longe oferece uma excelente base para a exploração da região. De lá se chega com toda a facilidade à mágica Sintra, visita-se Mafra e o seu mosteiro, mesmo ali ao lado, e, desejando-se, atinge-se Lisboa em cerca de meia hora.

Mas mesmo quem procura passar uns dias afastados do volante pode-se afastar da vila, a pé, usufruindo dos excelentes percursos pedestres existentes no topo das falésias, visitante praias escondidas e fortes há muito abandonados.

Etiquetas

Sobre o Autor

Ricardo Ribeiro

Ricardo Ribeiro

Ricardo Ribeiro: Nasceu e cresceu em Lisboa. Foi para o Algarve. Licenciou-se em História, andou dez anos com os galões dourados da Armada, até que mandou as rotinas à fava e passou a fazer websites. Agora está aqui, pronto para partilhar o que viu no Planeta. Lê, vê cinema, anda de moto 4, faz Geocaching e é Couchsurfer.

0 Comentários

Ainda não existem comentários!

Não existem comentários neste momento, quer adicionar um?

Escrever Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook