Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > Roteiros de Viagem > Escapadela ao Vale do Jerte

Roteiros de Viagem

Escapadela ao Vale do Jerte

Escapadela ao Vale do Jerte
Março 07
11:28 2017

Entre 20 de Março e 10 de Abril tem lugar uma verdadeira festa de luz e cor nos campos estremenhos do país vizinho, particularmente no Vale do Jerte, uma região dominada pela natureza. Quando chega a primavera desabrocham mais de um milhão e meio de cerejeiras, conferindo à paisagem um semblante extraordinário, um espectáculo incomparável justificando plenamente a organização de uma excursão pelas aldeias das serras limítrofes.

Valdastillas, com apenas 360 habitantes, é um bom ponto de partida. Edificada no alto dum precioso miradouro, sobre a secção intermédia da bacia do rio Jerte, com um emaranhado de ruas com casas térreas que deixam a descoberto o tom avermelhado do barro e o ocre da madeira. Entre os locais a visitar está a bela igreja de Santa María de Gracia, do século XVI.

Antes de nos fazermos ao caminho até Piornal recomendo-vos um pequeno parênteses. A cerca de três quilómetros de Valdastillas deparar-se-ão com uma das quedas de água mais impressionantes do vale, a de Caozo, com sensivelmente 30 metros de altura e de fácil acesso. Vale o desvio, não vos irá decepcionar.

Foto ©Extremadura Turismo.

Piornal. Foto ©Extremadura Turismo.

Seguimos então até Piornal, que se encontra a 1.175 metros de altitude, a aldeia mais alta da região. De urbanismo heterogéneo: a arquitectura serrana mais refinada, com fachadas austeras contrasta com a arquitectura popular. Poderão contemplar o palácio do bispo Pedro González de Acevedo, a igreja de San Juan Bautista e a ermida de Nuestra Señora de la Concepción. A partir de Piornal as vistas sobre o Vale do Jerte e para la Vera, na serra, são formidáveis.

A próxima parada neste roteiro circular por terras da Extremadura é Barrado, de origem pastoril e cujas principais actividades económicas são – sem surpresa – a agricultura e a pecuária. Trata-se de um lugar muito pitoresco, com muros empedrados e de barro, casarios com fachadas sóbrias e célebres, como a igreja de San Sebastian e a antiga Casa Consistorial (Paços do Concelho). Em Barrado poderão desfrutar de uma paisagem fabulosa, pois aqui se cultivam intensivamente cerejeiras e castanheiros assim como outras árvores de furto, típicas da região.

Descemos ligeiramente pela estrada nacional – a N-110 – fazendo uma parada em Cabrero, que tem como peculiaridade um labirinto de ruelas e pequenas praças recônditas, com a Paróquia de San Miguel, do século XVIII, como a sua construção mais proeminente. É habitado por apenas 370 habitantes, tornando-se um refúgio perfeito para fazer algum turismo rural.

Foto ©Extremadura Turismo.

Foto ©Extremadura Turismo.

Casas del Castañar e El Torno são as localidades que se seguem. A primeira é talvez um pouco maior que a anterior e nos seus arredores encontrarão restos de duas aldeias medievais, o de Asperilla e Castro Celta de Villavieja. O coração da vila mantém a essência de outrora, com casarios antigos e graciosos, casas altas, solários, áreas de cultivo e, claro, a igreja de Casas del Castañar, esta em honra a São João Baptista.

A segunda, El Torno, é conhecida como Mirador del Valle’, uma vez que aqui, tal como sucede em Piornal, regalam-se as vistas. A partir dos seus 769 metros de altura, poderão ficar com uma perspectiva magnífica sobre a região. É um povoado de origem pré-histórica e que ainda conserva a pegada romana em lugares como a propriedade de Romanejo. Na serra de El Torno encontrarão para lá de uma centena de choupanas, antigas construções pastoris em pedra, assim como uma piscina natural, as poças do Rio Jerte. No verão, é comum encontrar os locais mergulhados nas suas águas para mitigar o calor estival sufocante.

A última paragem deste itinerário pelo Jerte é Rebollar, situada numa encosta íngreme do vale. Vielas exíguas e uma estrutura urbana um tanto ou quanto labiríntica. Não obstante possui espaços cheios de encanto, com moradias e frontes características da arquitectura popular, sóbrias, despretensiosas, com quintais traseiros onde crescem limoeiros, laranjeiras, romãzeiras, vinhas e figueiras.

Foto ©Extremadura Turismo.

Foto ©Extremadura Turismo.

Esperamos que vos tenha gostado esta proposta de itinerário por estas terras tão belas da Extremadura Espanhola. Aproveitem a viagem para saborear a deliciosa cozinha regional: presunto ibérico acompanhado de vinho caseiro, chamado “Pitarra“, pimentos de la Vera, cordeiro, queijos, incluindo os amanteigados, com mel, entre outras iguarias. Boa viagem… e bom proveito!


© Artigo traduzido por Miguel Albuquerque.

Etiquetas

Sobre o Autor

María Sanchez

María Sanchez

Viajera, que no turista; periodista y bloguera, que no redactora. Porque no es lo mismo ser que estar, SOY comunicadora por vocación. Licenciada en Periodismo, con amplia experiencia en medios de comunicación y redes sociales, mi gran pasión es descubrir Mundo. La mejor forma de recordar un viaje, contándolo. Puedes encontrarme en la blogosfera y en las redes sociales. Bon voyage!

0 Comentários

Ainda não existem comentários!

Não existem comentários neste momento, quer adicionar um?

Escrever Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook