Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > O que ver > Essaouira: Um Mundo de Aventuras

O que ver

Essaouira: Um Mundo de Aventuras

Essaouira: Um Mundo de Aventuras
Julho 30
09:39 2015

O Mundo de Aventuras foi uma revista de banda desenhada que fez sonhar gerações de portugueses. O primeiro número chegou às bancas em 1949 e foi saindo, sem sobressaltos, até 1987. As estórias contadas estimulavam o imaginário dos leitores, transportados para terras exóticas, seguindo as peripécias dos mais incríveis heróis. E é assim que Essaouira faz sentir o visitante: um aventureiro num universo mágico. Não terá sido por acaso que as muralhas da cidade velha foram palco de algumas cenas da popular série televisiva Games of Thrones.

 

A Chegada

hoteis baratos essaouira

(foto: björn hornemann; Licença creative Commons)

Normalmente vem-se de Marraquexe, quase sempre de autocarro. Uma viagem relativamente curta e agradável. O visitante é deixado junto às muralhas da cidade antiga e quando as ultrapassa, é como se as portas para um novo mundo se escancarassem. Diante de si tem uma cidade que por vezes parece nada ter mudado desde os anos tardios da época medieval. Um imenso bulício de gentes diferentes, um comércio vivo, ruas misteriosas que aguardam apenas que descarregue a sua bagagem no hotel de eleição para lhe revelarem os seus mistérios. Para encontrar hotéis baratos em Essaouira, pesquise no site da Rumbo.

 

Ruas, Ruelas e Portas

A cidade velha, entre muralhas, é um labirinto de ruelas. Ao contrário de outras medinas marroquinas a planta é essencialmente rectangular. Afinal de contas a urbe é relativamente recente, construída de raiz em meados do século XVIII, sobre a fortaleza ali erigida pelos portugueses em 1506, no lugar a que chamámos Mogador. Existem duas artérias principais, que vão de porta a porta (ou, como se diz em Marrocos, de bab em bab), atravessando a cidadela no sentido este-oeste. E depois mais algumas, relativamente secundárias, cruzando-as ou envolvendo-as, paralelas e perpendiculares. Já mais junto da muralhas, para acompanhar o traçado dessa derradeira linha de defesa, as ruelas tornam-se sinuosas, mas não menos interessantes.

hoteis baratos essaouira

Das vias principais fizeram os marroquinos o seu mercado. Ali se podem comprar deliciosas azeitonas, bolos de mel, especiarias e queijos. Sabores diferentes, que sublinham o exotismo daquelas paragens. Há também as lojas para turistas, com as lembranças do costume, em número que felizmente não chega para descaracterizar a cidade. Nas outras, mais obscuras, vive-se. Meninos jogam à bola, uma senhora abre a porta de casa com o cabaz de compras pendurado da outra mão. E em todas elas há portas espectaculares, um sem número delas, que poderiam inspirar centos de exposições fotográficas. As portas de Essaouira são antigas, muitas com cantarias gravadas com dizeres e datas velhas de séculos. O branco e o azul predominam, ao contrário do que sucede na rosada Marraquexe. Mas há outras cores, e tudo isto contribui para a diversidade daquela impressionante colecção de portas.

 

Nas Muralhas e em seu Redor

hoteis baratos essaouira

(autor: schmitt.stelle; Licença Creative Commons)

As muralhas de Essaouira são míticas. Desde há muito e até hoje que ali se reúnem os habitantes da cidade antiga. É o espaço para o passeio de fim de tarde, para o encontro de namorados, para se ir para ver e ser visto. Contra elas se despedaçam as ondas ferozes, enchendo o ar de colunas gigantes de espuma, por vezes com tamanha violência que o guarda de serviço dá ordem de evacuação, não vá o diabo tecê-las e alguém ser arrastado por uma vaga mais atrevida. Existem dois segmentos. Um, junto ao porto, cuja entrada tem de ser paga. O outro, mais afastado, de acesso livre.

hoteis baratos essaouira

Beautiful blue boats in old Essaouira harbor, Morocco

Tradicionalmente Essaouira é uma cidade de pescadores. Como as nossas Ericeira e Olhão, Nazaré e Ílhavo. E ainda o é. No seu porto de pesca vêem-se as embarcações de alto mar mas também uma infinidade de pequenos barquitos azuis que saem apenas quando as condições do tempo o permitem.

As ruas mais próximas dos muros são especialmente tranquilas, ricas em recantos, passagens sob edifícios, imagens de um mundo que desafia o correr do tempo. É ali que podemos encontrar um beco perdido onde existem vestígios de uma igreja portuguesa, absorvida pelas habitações locais erigidas mais tarde, e fazendo vizinhança com um edifício abandonado que ainda tem a lápide que anuncia o Consulado de Portugal.

 

Fora de Muros

Para lá da medina existe a cidade nova, a zona de crescimento natural de Essaouira, especialmente nas últimas décadas. Mas há também uns quantos motivos de interesse para quem está de visita. O primeiro será sem dúvida a praia, esse extenso areal onde as figuras mais inusitadas passeiam e através do qual, com o devido tempo e energia, se pode alcançar uma pitoresca aldeia de pescadores a uns quilómetros  de distância. Outro foco de interesse nesta praia são as jogatinas de futebol que ali decorrem e que oferecem sempre um espectáculo de vida e de cor. Fora isto, não há muito que mereça a atenção fora das muralhas: um cemitério antigo onde existem ainda alguns túmulos portugueses e pouco mais.

 

Onde o Imaginário encontra a Realidade

Com facilidade o viajante encontra em Essaouira o mundo imaginário que criou ao longo dos anos. Ali é fácil sonhar com estórias de piratas, princesas cativas, duelos de espada e de bombarda. É um mundo digno de Tintim, e, por coincidência ou não, o álbum de Hergé denominado O Segredo do Licorne centra-se num navio francês que em 1629 passou por Mogador, então ocupada pela França. É isto Essaouira, tão perto e tão longe.

hoteis baratos essaouira

Etiquetas

Sobre o Autor

Ricardo Ribeiro

Ricardo Ribeiro

Ricardo Ribeiro: Nasceu e cresceu em Lisboa. Foi para o Algarve. Licenciou-se em História, andou dez anos com os galões dourados da Armada, até que mandou as rotinas à fava e passou a fazer websites. Agora está aqui, pronto para partilhar o que viu no Planeta. Lê, vê cinema, anda de moto 4, faz Geocaching e é Couchsurfer.

1 Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook