Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > O que ver > Gastronomia do Porto: do típico ao gourmet

O que ver

Gastronomia do Porto: do típico ao gourmet

Gastronomia do Porto: do típico ao gourmet
Abril 27
08:05 2016

Se a gastronomia portuguesa é reconhecida como uma das melhores do mundo, a do norte de Portugal e mais precisamente da cidade do Porto são das que certamente mais curiosidade – e apetite! – despertam!

Na Grande Área do Porto existem vários pratos típicos, como é o caso das Francesinhas, das Tripas à Moda do Porto, as múltiplas receitas de bacalhau, e os peixes frescos e mariscos, devido à proximidade do mar.

A Francesinha é uma iguaria típica da cidade do Porto. Sabe a história desta sanduíche de molho picante? Conta a história que foi um empregado do restaurante Regaleira, que fica na rua do Bonjardim, no Porto, que trouxe a ideia de mudar o francês croque monsieur. O ex-emigrante pegou na ideia francesa mas incluiu-lhe muitas alterações, sendo que a que mais se destaca é o molho picante.

(autor: PROJessica Spengler / Flickr CC)

(autor: Jessica Spengler / Flickr CC)

A francesinha é uma sanduíche, recheada de carnes (salsichas, linguiça, bife e fiambre, entre outras como a carne assada) coberta de queijo que, no final, fica gratinado e leva o molho picante por cima. Por vezes, por ter também ovo estrelado, marisco (camarões) e poderá ser servida com batata frita. E a Regaleira foi o primeiro restaurante a servir a francesinha ainda corria o ano de 1950. Hoje em dia, a mega-sanduíche, que é vendida em quase todos os espaços do Porto (desde cafés a restaurantes), tem também versões vegetarianas. Precisa de sugestões de locais onde comer a típica francesinha? Habitualmente são as cervejarias quem serve melhor esta iguaria. Além da própria Regaleira, onde nasceu a francesinha, damos alguns exemplos de cervejarias: a Cufra, o Capa Negra, o Santiago, Portobeer, Galiza, Lado B, Café Diu e Your Palace. Todos no centro da cidade do Porto.

O outro prato típico da cidade do Porto, tem uma enorme carga história associada ao pratos. As Tripas à Moda do Porto são, aliás, a causa de os portuenses serem apelidados de “tripeiros”. Sabe porquê?

Segundo contam, no século XV, a carne era usada apenas para dar os combatentes que iam nas naus para conquistar Ceuta. Sendo que o pedido vinha de cima, do Infante D. Henrique, os portuenses davam o melhor aos seus soldados e apenas ficavam com as tripas da vaca. E assim nasceram as Tripas à Moda do Porto! As tripas são cozidas e são servidas com outras carnes (de porco) feijão manteiga, acompanhado com molho apurado e meio-apimentado, e também com arroz branco.

(autor: Jessica Spengler / Flickr CC)

(autor: Jessica Spengler / Flickr CC)

É um verdadeiro prato tradicional e são muitos os restaurante,s também tradicionais, que servem esta iguaria, tal como manda a receita antiga. Podemos sugerir alguns dos espaços gastronómicos: A Cozinha do Manel, O Rápido, Abadia, Antunes, Adega Ribatejo, Pombeiro e, claro, o conhecido Tripeiro que tem as Tripas à Moda do Porto como uma das principais especialidades (fica junto ao Coliseu).

Mas, nem só de pratos fortes – como a francesinhas e as tripas – se faz a gastronomia do Porto onde petiscar é algo muito habitual. São muitas as casas onde se dividem pratos e iguarias para picar, que podem passar por enchidos (do salpicão ao presunto e da alheira ao chouriço assado), tripas enfarinhadas, rojões, iscas de bacalhau, moelas picantes, fígado de cebolada, peixe de escabeche, mexidos de farinheira e morcela, orelheira, pica-pau, codornizes assadas e as típicas bifanas, servidas também com molho picante. A estas se juntam os petiscos do mar: o polvo com molho verde, a salada de grão-de-bico com atum, as amêijoas, os camarões (simplesmente cozidos, ou com alho) e os búzios, por exemplo. Alguns locais para petiscar e para sanduíches: Pontual, O Gazela (conhecido pelos cachorrinhos), O Buraquinho, a Conga (das bifanas), Casa Guedes (sandes de pernil), Casa das Iscas (em Paranhos), entre muitas outras que agora vão aparecendo na Baixa.

shutterstock_72858646

Voltamos agora a falar de peixe fresco e marisco. Não é fácil escolher um restaurante onde comer peixe na Área do Grande Porto. São muitos e muitos deles são muito bons. Duas das cidades vizinhas dos Porto, Matosinhos e Vila Nova de Gaia, são conhecidas pelos seus restaurantes de peixe fresco e mariscos. A aposta de Matosinhos nesta vertente gastro-turística fez com que promovesse a marca “World’s Best Fish” querendo levar a gastronomia do concelho pelo mundo fora. Matosinhos tem mais de 600 restaurantes, e muitos deles com o peixe e marisco como especialidades. Podemos sugerir alguns restaurantes nesta área como o Xarroco, o Salta ó Muro, o Lusitano ou o Valentim, só para dar alguns exemplos. Em Vila Nova de Gaia, as zonas piscatórias são também muito concorridas, como a Aguda ou Afurada. Nestea última, as sardinhas assadas são rainhas e servidas a poucos metros do rio Douro e com vista para a Foz do Douro.

Mas, além dos pratos tradicionais e do peixe, o Grande Porto tem também muitos representantes da cozinha internacional. Há inúmeros restaurantes de sushi, italianos, indianos, mexicanos e também cada vez mais há uma maior aposta na cozinha vegetariana.

Recentemente um dos mercados da cidade foi renovado e apresenta inúmeras bancas para poder experimentar cozinhas bem diferentes. Estamos a falar do Mercado do Bom Sucesso onde pode provar desde o sushi às pizzas de forno a lenha, marisco ou ainda O Melhor Rissol do Mundo… passa depois para a doçaria com a presença da fábrica de bolachas e biscoitos Paupério e ainda a pastelaria da Leitaria da Quinta do Paço, com os seus famosos éclaires, entre outras.

Se preferir provar a chamada cozinha gourmet, no Porto o Pedro Lemos é o único restaurante da cidade a ter uma estrela Michelin, mas basta atravessar a ponte para Vila Nova de Gaia para encontrar o restaurante do hotel The Yeatman, detentor de estrela Michelin desde 2012. Mesmo sem estrelas existem outros restaurantes, como o DOP (na Ribeira), o bbGourmet, o Cafeína, o Antiqvvm (no antigo Solar do Vinho do Porto) e o Cantinho do Avilez que merecem uma visita, para experimentarem os pratos criativos de chefs que gostam de inovar.

Continuando na cozinha criativa, outros restaurantes, associados a hotéis, também apostam nessa vertente. É o caso do restaurante Astória do Hotel Intercontinental, do restaurante Porto Novo, do Sheraton, do The Artist Bistrô (do hotel-escola com o mesmo nome), o Restaurante Bom Sucesso (do Hotel da Música no Mercado do Bom Sucesso) e o 17º do Hotel Dom Henrique Downtown (um dos restaurantes com melhor vista panorâmica sobre a cidade). Bom apetite!

Sobre o Autor

Susana Ribeiro

Susana Ribeiro

Jornalista, adora contar histórias e é uma apaixonada por viagens. Susana Ribeiro encontra sempre um pretexto para passear. Depois de escrever, para vários órgãos de informação, sobre turismo, gastronomia, vinhos e viagens... decidiu colocar todas as suas dicas no ViajeComigo.com. As suas sugestões são para incentivar outros a descobrirem novas paragens. Por isso, diz: "Há sempre um sítio novo para conhecer, nem que seja na sua própria cidade. Cada viagem e viajante são singulares. Conheça o mundo à sua maneira".

0 Comentários

Ainda não existem comentários!

Não existem comentários neste momento, quer adicionar um?

Escrever Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook