Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > O que ver > Dois grandes museus da Europa: o Louvre e o Museu Britânico

O que ver

Dois grandes museus da Europa: o Louvre e o Museu Britânico

Dois grandes museus da Europa: o Louvre e o Museu Britânico
Outubro 30
07:00 2015

Agatha Christie começa a sua mais conhecida obra, o “Crime no expresso do Oriente” em Alepo, na atual Síria. Alguns dos passageiros desse comboio já vinham há alguns dias em viagem desde Bagdad, Kirkuk ou Mossul. A escritora, mulher do arqueólogo Max Mallowan, por certo conhecia bem estas paragens, já que o seu marido participou em importantes campanhas arqueológicas no Médio Oriente. Campanhas essas que ajudaram a encher os grandes museus que na época floresciam pela Europa.
Os grandes museus são as principais atrações de algumas das mais visitadas cidades da Europa. Alguns, até para aqueles visitantes que não gostam de passar tardes em museus, são de visita obrigatória. O Louvre em Paris e o British Museum em Londres, são apenas dois exemplos de museus que tem de visitar!
Reserve os seus voos baratos e hotéis com a Rumbo e venha explorar a história da humanidade pelos grandes museus da Europa.

louvre paris voos baratos paris

Museu do Louvre, Paris
(Autor: Pedro Ignacio Guridi, Licença Crative Commons)

Instalado nas margens do Sena, em Paris, o Louvre é tão só o maior e mais valioso museu do mundo, recebendo anualmente cerca de dez milhões de visitantes! Sim, tantos visitantes quanto a população portuguesa.

Visitar o Louvre é como explorar a caverna do Ali Baba, tal é a quantidade de tesouros artísticos e históricos que aqui se encontram. Um pequeno desdobrável fornecido à entrada revela-se uma ajuda preciosa para o visitante mais apressado, apresentando nas plantas dos vários pisos a localização das principais obras.

voos baratos paris louvre

Psique reanimada pelo beijo do amor
(autor: Valdiney Pimenta, Licença Creative Commons)

A entrada no museu faz-se hoje pela cave, sob as emblemáticas e modernas pirâmides de vidro que dominam o pátio central. Subindo ao rés-do-chão encontramos infindáveis salas com artefactos do Egipto antigo, do extremo oriente e das antigas Grécia e Roma. Entre estas, a apaixonante “Psique reanimada pelo beijo do amor” ou a amputada “Vénus de Milo” farão qualquer um abrandar o passo para contemplar a simplicidade e realismo transmitidos pelo mármore branco, talhado pelos grandes artistas clássicos.

voos baratos paris louvre

Vitória de Samotrácia
(autor: Piero Teardo, Licença Creative Commons)

Subindo a escadaria de Darú, na ala sul do museu, a esplendorosa estátua alada da Vitória de Samotrácia dá-nos as boas-vindas às galerias de telas de ilustres pintores italianos e franceses, dos séculos XV ao século XIX.

voos baratos paris louvre

Galeria Louvre
(autor: Matt Biddulph, Licença Creative Commons)

É aqui que encontramos aquela que é, por certo, a obra mais conhecida do Louvre e uma das mais famosas pinturas do mundo, a Mona Lisa de Leonardo Da Vinci, exposta numa enorme sala onde os visitantes se acotovelam para ver de perto este pequeno mas tão grandioso retrato.

Museu Britânico

british museum voos baratos londres

Entrada do Museu Britânico

Inaugurado em 1753 o museu Britânico é o pioneiro da museologia moderna. Alguns dos artefactos expostos farão as delícias de qualquer amante da história universal e da arqueologia.

A Pedra de Rosetta, descoberta no Egipto pelos soldados de Napoleão em 1799, foi a chave para decifrar os hieróglifos egípcios e é por isso uma das mais importantes peças aqui expostas. São, no entanto, outras as peças que nos relembram aquilo que os museus têm de bom e, por vezes, polémico.

Todos reconhecemos nos museus a função de aproximar as populações à história, à cultura, a recantos do mundo que são para muitos inalcançáveis. Quantos não são os que sonham em ir um dia à remota ilha da Páscoa? Para satisfazer a curiosidade destes, um cabeçudo Moai da ilha de Páscoa apresenta-se ali aos visitantes. Mas se a presença de uma destas enormes estátuas em Londres parece não incomodar ninguém, o mesmo não se pode dizer de outras peças.

marmores elgin museu britanico voos baratos londres

Mámores de Elgin (autor: stu smith, Licença Creative Commons)

O nome de Lord Elgin, antigo embaixador britânico na Grécia quando esta fazia parte do império Otomano, ficou conhecido na história como o homem que roubou para a coroa britânica o friso de mármore do Partenon. Hoje reclamadas pela Grécia, estas fabulosas esculturas não teriam por certo chegado aos nossos dias se não tivessem sido por ele retiradas. Na época, a Acrópole era usada como fortaleza pelos Otomanos, tendo mesmo o Parténon sido atingido por uma bala de canhão que praticamente o destruiu.

estatuas assirias museu britanico voos baratos londres

Esculturas Assírias no Museu Britânico
(autor: DncnH, Licença Creative Commons)

Semelhante destino esperava os baixos relevos das cidades assírias de Nínive ou Nimrud, que recentemente vimos serem arrasadas por terroristas do autodenominado estado islâmico. Não fossem as campanhas arqueológicas levadas a cabo por arqueólogos britânicos como Max Mallowan, marido de Agatha Christie, nos séculos XIX e XX, no Próximo Oriente e tinha-se perdido um tesouro de valor incalculável.

São estes, os baixos relevos de Nimrud expostos no Museu Britânico em Londres, um dos mais recentes símbolos da missão de proteção e conservação do património que cabe a cada museu.

Etiquetas

Sobre o Autor

Samuel Santos

Samuel Santos

Em 2005 viajou até à Guiné com um grupo de escuteiros e, o contacto com aquele continente marcou-o de tal forma que no ano seguinte regressou, de carro. Decidiu começar a escrever o blog "Dobrar Fronteiras" (http://www.dobrarfronteiras.com/) com o intuito de inspirar e ajudar aqueles que lhe queiram seguir as pisadas. Acredita que viajar é para todos e sempre que pode, põe a mochila às costas e vai viajar.

1 Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook