Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > O que ver > O que visitar em Lisboa: o nosso top 15 (Parte III)

O que ver

O que visitar em Lisboa: o nosso top 15 (Parte III)

O que visitar em Lisboa: o nosso top 15 (Parte III)
Abril 28
11:43 2014
397
SHARES

Apresentamos hoje o último post sobre o que visitar em Lisboa. Se achar que falta algum lugar que deveríamos aconselhar, deixe um comentário com a sua opinião!!

#11 Elevador de Santa Justa

lisboa elevador santa justa

O elevador de Santa Justa, também chamado de elevador do Carmo, é um elevador feito em ferro e que está situado na extremidade da Rua de Santa Justa, ligando a Baixa ao Bairro Alto. Foi construído no século XIX por Raoul de Mesnier du Ponsard, francês nascido em Portugal, e inaugurado a 10 de Julho de 1902. É o único elevador vertical em Lisboa que presta serviço público. Em 2002 foi classificado como Monumento Nacional.

Onde: Rua de Santa Justa, Baixa
Como chegar: Metro Rossio ou Baixa-Chiado
Horário: 7h00-22h00 (Outubro a Maio), 7h00-23h00 (Junho a Setembro) & Páscoa
Preço: 5€, para 2 viagens

#12 Terreiro do Paço e Baixa Pombalina

lisboa terreiro paco

A Praça do Comércio, mais conhecida por Terreiro do Paço, está situada junto ao rio Tejo, na zona que foi o local do palácio dos reis de Portugal durante cerca de dois séculos. É uma das maiores praças da Europa e o centro da cidade de Lisboa.

A Praça do Comércio foi sempre a entrada nobre de Lisboa e, nos degraus de mármore do Cais das Colunas, vindos do rio, desembarcam chefes de estado e outras figuras de destaque (como Isabel II de Inglaterra ou Gungunhana).

No centro da praça, vê-se a estátua equestre de D. José, erigida em 1775 por Joaquim Machado de Castro. No lado norte da praça, encontra-se o Arco Triunfal da Rua Augusta, a entrada para a Baixa.

lisboa baixa vista aerea

A baixa de Lisboa, também chamada Baixa Pombalina por ter sido edificada por ordem do Marquês de Pombal, na sequência do terramoto de 1755. Situa-se entre o Terreiro do Paço, junto ao rio Tejo, e o Rossio e a Praça da Figueira, e longitudinalmente entre o Cais do Sodré, o Chiado e o Carmo, de um lado, e a Sé e a colina do Castelo de São Jorge, do outro.

A Baixa é formada por um conjunto de ruas rectas e perpendiculares organizadas para ambos os lados de um eixo central constituído pela Rua Augusta. Os edifícios têm uma arquitectura semelhante, com rés-do-chão comerciais e andares superiores para habitação.

#13 Sé de Lisboa

lisboa se catedral

A Sé Catedral de Lisboa é um dos edifícios mais antigos da cidade, construído originalmente no século XII, por volta de 1150, logo após a reconquista de 1147. A igreja, com as suas torres românicas resistentes, é um dos marcos mais emblemáticos de Lisboa. Como a maioria das igrejas em Lisboa, a Sé sofreu danos significativos durante o terremoto de 1755, quando a torre sul desabou e grande parte do interior foi destruído.

Diz-se que, o caixão de prata na sacristia mantém os restos mortais de São Vicente de Saragoça, padroeiro de Lisboa. Segundo a lenda, os corvos protegeram o corpo do santo de animais selvagens depois de sua morte no início do século IV. Alegadamente guardaram ainda o barco que transportou o seu corpo em 1173 a partir do Cabo de São Vicente para Lisboa e fizeram um ninho numa das torres após a chegada. O Corvo tornou-se o símbolo da cidade de Lisboa e os descendentes desses corvos viveram perto da catedral até 1978.

Onde: Largo da Sé
Como Chegar: Metro: Terreiro do Paço, Autocarros: 37, Eléctricos: 12 e 28
Horários: 09h00-12h00 e 14h00-17h00 (encerra ao Domingo)

#14 Panteão Nacional

lisboa panteao nacional

Como Panteão Nacional, a Igreja de Santa Engrácia é a última morada de heróis da História de Portugal, tais como D. Nuno Álvares Pereira, Infante D. Henrique, Pedro Álvares Cabral ou Afonso de Albuquerque. Entre as personagens ilustres que aí estão sepultadas, encontramos sobretudo presidentes da República e escritores, como Almeida Garrett, Guerra Junqueiro, Sidónio Pais, Teófilo Braga ou a fadista Amália Rodrigues, entre outros.

Na sua proximidade realiza-se semanalmente, às Terças-feiras e Sábados, a tradicional Feira da Ladra.

Onde: Campo de Santa Clara
Como chegar: Autocarros urbanos: 12, 28, 34, 35, 704, 745, 759, 781, 782; Eléctrico: 28; Metro: Linha Azul (Estação de Santa Apolónia)
Website: http://www.igespar.pt/pt/monuments/51/
Horário: 10h00-17h00 (Terça a Domingo); Encerrado: Segundas–feiras, 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio e 25 de Dezembro
Preços: 3 €. Grátis aos Domingos até às 14h00

#15 Basílica da Estrela

lisboa basilica estrela

A Basílica da Estrela (ou Basílica e Convento do Santíssimo Coração de Jesus) fica em frente ao jardim da Estrela e é composta por uma igreja e um antigo convento de freiras carmelitas. Identifica-se facilmente pela grande cúpula branca e ocupa o topo de uma colina entre a Lapa e Campo de Ourique. A sua grande fachada está ladeada por duas torres gémeas, decoradas com estátuas de santos e alegorias.

Foi construída em cumprimento de um voto da princesa D. Maria Francisca Isabel (futura rainha D. Maria I), que no dia do seu casamento com D. Pedro, em 1760, prometeu erguer uma igreja e um convento se desse enlace resultasse um filho. Consagrada em novembro de 1789, foi a primeira igreja do mundo dedicada ao Sagrado Coração de Jesus.

Onde: Praça da Estrela
Como chegar: Autocarro: 25E, 28E, 709, 713, 773, 774
Horários: 8h00 – 20h00
Preço: Visita à basílica grátis; 1,5€ para ver o presépio de Machado de Castro; 4€ visita ao terraço e interior da cúpula da Basílica

Depois destes três artigos, decerteza que já decidiu o que visitar em Lisboa na sua próxima viagem. Se ainda não leu os artigos anteriores, aqui ficam os links:

397
SHARES
Etiquetas

Sobre o Autor

Susana Almeida

Susana Almeida

Antiga estudante de tradução e a trabalhar na Rumbo desde Julho de 2013, já fiz de tudo um pouco... Analista SEO, Community Manager, Content Creator, Copywriter, Traductora e outros trabalhos que façam falta, ainda tenho tempo para ter dois blogs próprios http://falardeviagens.com e http://desbravandomadrid.com e uma página de bijuteria feita com materiais reciclados. Amante das viagens, das línguas estrangeiras e das culturas diferentes da minha, aproveito o meu trabalho para conhecer um pouco mais do mundo sem sair de casa!

2 Comentários

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook