Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > Curiosidades > Os melhores locais para provar Vinho Verde em Portugal

Curiosidades

Os melhores locais para provar Vinho Verde em Portugal

Os melhores locais para provar Vinho Verde em Portugal
Julho 18
09:10 2016

Entre outras coisas, Portugal é conhecido, em todo o mundo, como um país de bons vinhos. Sabiam que a região do Vinhos Verdes / Minho é a maior zona vitícola portuguesa? Fica a noroeste de Portugal e limitada, a norte, pelo rio Minho e, a oeste, pelo oceano  Atlântico. E porque se chamam verdes aos vinhos? Porque é de facto uma região de muita vegetação e verde.

A região é dividida em nova sub-regiões, que produzem vinhos muito diferentes: Monção, Lima, Basto, Cávado, Ave, Amarante, Baião, Sousa e Paiva. Os solos são, na maioria, graníticos mas, a ação do Homem, durante vários séculos, trabalhando as terras, fez com que estas se tornassem mais férteis.

Vinhas do Monverde Wine Experience Hotel, vinho verde em portugal

Vinhas do Monverde Wine Experience Hotel © Viaje Comigo

Para quem quer conhecer melhor esta região, e os seus vinhos, deixamos algumas sugestões de locais onde pode passear e provar os néctares… e não só! Neste texto passamos por Ponte de Lima, Amarante, Valongo, Monção, Felgueiras e Melgaço e damos ainda sugestões do que pode provar e visitar. São dicas para levantar o copo e fazer o brinde… com vinho verde.

Boa viagem!

 

Ponte de Lima

Museu do Vinho Verde

Foi inaugurado apenas há alguns meses, em Ponte de Lima, o Museu do Vinho Verde (fica quase em frente à Câmara Municipal de Ponte de Lima). Como centro de interpretação e promoção do Vinho Verde, este edifício conta a história e dá a conhecer as regiões onde se produzem estes néctares, com todas as suas particularidades.

No mesmo espaço podem ser feitas provas de Vinho Verde – e tem uma loja com venda dos mesmos. Aproveite a viagem para conhecer Ponte Lima, a mais antiga vila de Portugal, com uma história e gastronomia riquíssimas.

 

Amarante

Monverde – Wine Experience Hotel

Esplanada-do-Monverde-Wine-Experience-Hotel, vinho verde em portugal

A produtora é a Quinta da Lixa, mas onde sugerimos as provas é no hotel desta mesma empresa. O Monverde – Wine Experience Hotel quase se funde com as vinhas da Quinta da Lixa que aqui estão plantadas. Todo o conceito deste hotel está assente no vinho. Há provas de vinhos na adega, as refeições no restaurante são harmonizadas e, na altura de vindimas, há ainda mais atividades onde os hóspedes podem participar.

Mas se quiser mesmo ir à fábrica da Quinta da Lixa, em Felgueiras, também lhe garantimos uma vista fantástica, para as vinhas e montes, a partir da sala de provas.

 

Casa da Calçada

A Casa da Calçada, além de pertencer à rede Relais & Châteaux e o restaurante ter estrela Michelin, também tem vinhas, que fazem vários vinhos. É, portanto, o juntar a excelência de alojamento e restauração aos vinhos da região.

Fotografias antigas mostram que, em 1927, já existiam vinhas adultas e que, por isso, já desde há muito se produz vinhos nestas terras. Também isso fará delas umas das vinhas mais antigas da Rota dos Vinhos Verdes.

E já que está aqui – a dois passos do centro histórico – aproveite para conhecer o Convento de S. Gonçalo de Amarante e visitar o Museu Amadeo de Souza Cardoso.

Aproveite para passar na Confeitaria da Ponte, que tem vista para o convento e para a ancestral ponte de pedra, para provar os doces regionais e conventuais, como os papos de anjo ou os amarantinos.

 

 

Melgaço

Solar do Alvarinho

A visita ao Solar do Alvarinho pode ser só uma desculpa para ficar a conhecer melhor a bonita vila de Melgaço. O Solar do Alvarinho está no Edifício dos Três Arcos, na zona histórica, num edifício de dois pisos, com bar, provas de vinhos e produtos da região. Depois de provar pode levar consigo alguns dos produtos expostos, diretamente da loja.

 

Soalheiro

Esta é a primeira marca de Alvarinho em Melgaço. Com vinhas de 1974, a Soalheiro abre a “casa” para visitas (marcadas com antecedência), com passagem pela adega e vinhos, e provas numa sala especial, com vista para os montes: portugueses e espanhóis.

Ali perto, a Soalheiro tem a Quinta da Folga, com uma casa de pedra onde também fazem  provas harmonizadas com pratos da região e com enchidos que também produzem, como é o caso das alheiras.

 

 

Valongo

Quinta das Arcas

Em Sobrado, Valongo, a Quinta das Arcas é uma produtora de vinhos verdes, premiada internacionalmente. Também produz queijos e, por isso, tem essa mais-valia podendo fazer provas conjuntas. Habitualmente faz passeios pedestres, nos campos em redor das suas vinhas, que terminam com a prova dos verdes. E que belo final de passeio!

 

 

Felgueiras

Quinta de Maderne

Alvarinho e Trajadura Quinta de Maderne, vinho verde em portugal

Alvarinho e Trajadura Quinta de Maderne © Viaje Comigo

Esta quinta de Felgueiras está a fazer obras na área de produção e na sala de provas. Em breve terá ainda maior espaço para receber os visitantes que querem provar os seus vinhos verdes. Nas traseiras do terreno está um espaço de bosque, com riacho, que também será remodelado.

A Quinta de Maderne tem também uma loja onde pode comprar, além dos vinhos, os kiwis da plantação desta mesma quinta, outros vegetais, compotas e louça. Além dos vinhos brancos e rosado, prove também o espumante da Quinta de Maderne.

E já que está em Felgueiras vá até à Fábrica de Pão de Ló de Margaride, para levar um consigo para casa.

 

 

Monção

Palácio da Brejoeira

quinta da brejoeira, vinho verde em portugal

(fonte: Wikimedia Commons / CC)

Em Monção, aproveite para visitar o Palácio da Brejoeira, onde se produz Alvarinho. A Quinta da Brejoeira, na Quinta do Vale da Rosa, tem 30 hectares de vinha: 18 são de Alvarinho, 8 de bosque e cerca de um de área coberta e jardins.

O Palácio da Brejoeira é um edifício de início do século XIX e, no interior, tem os salões com móveis antigos e pinturas, um salão dedicado ao rei D. João VI e um busto de D. Manuel II.

No final da Avenida das Tílias está a vinha de Alvarinho que é cultivada desde os anos 70. Na Adega Antiga estagiam as aguardentes bagaceira e vínica Palácio da Brejoeira.

Sugestão para almoço em Monção: no Convento dos Capuchos, onde poderá degustar uma refeição harmonizada com vinhos verdes. Este edifício, que já foi um convento do século XVIII, tem um ambiente muito acolhedor.

 

Curiosidade: Quais as castas da região dos vinhos verdes?

Sala de provas da Quinta da Lixa, vinho verde em portugal

Sala de provas da Quinta da Lixa © Viaje Comigo

Principais Castas Brancas:

Alvarinho, Avesso, Azal, Batoca, Loureiro, Arinto (Pedernã) e Trajadura

Outras:

Pintosa, Cainho de Moreira, Cascal, Tália (Douradinha), Esganinho, Sercial (Esgana-Cão), Esganoso, Fernão-Pires (Maria-Gomes), Lameiro, Rabigato, S. Mamede e Semilão

 

Principais Castas Tintas:

Amaral (Azal Tinto), Borraçal, Alvarelhão (Brancelho), Espadeiro, Padeiro, Pedral,

Rabo-de-Anho (Rabo-de-Ovelha) e Vinhão

Outras:

Doçal, Doçal de Refóios, Espadeiro Mole, Labrusco, Mourisco, Pical Pôlho, Sousão e Verdelho Tinto

Sobre o Autor

Susana Ribeiro

Susana Ribeiro

Jornalista, adora contar histórias e é uma apaixonada por viagens. Susana Ribeiro encontra sempre um pretexto para passear. Depois de escrever, para vários órgãos de informação, sobre turismo, gastronomia, vinhos e viagens… decidiu colocar todas as suas dicas no ViajeComigo.com. As suas sugestões são para incentivar outros a descobrirem novas paragens. Por isso, diz: “Há sempre um sítio novo para conhecer, nem que seja na sua própria cidade. Cada viagem e viajante são singulares. Conheça o mundo à sua maneira”.

0 Comentários

Ainda não existem comentários!

Não existem comentários neste momento, quer adicionar um?

Escrever Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook