Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > Conselhos de Viagem > Pequenos pormenores para grandes viagens

Conselhos de Viagem

Pequenos pormenores para grandes viagens

Pequenos pormenores para grandes viagens
Abril 01
08:02 2016

Viajar é descobrir e aprender com o mundo, é aprofundar o nosso entendimento sobre o mesmo. Obviamente que ninguém nasce ensinado e o primeiro passo é o que custa mais. Seja de mochila às costas ou de trólei atrás, de carro, bicicleta, comboio, barco ou avião, o importante é ir.

Este artigo é não só para aqueles que querem dar o primeiro passo, mas também para os que já viajam. Com a partilha podemos todos aprender.

Seja flexível na sua rota

mapa

Não tenha um só destino para a próxima viagem, mas vários! A Internet revolucionou as nossas vidas e veio dar um enorme auxílio na preparação das nossas viagens. Hoje pode pesquisar e adquirir os seus voos, alugar carro e reservar hotéis no Rumbo. Tire partido da tecnologia e esteja atento às promoções.

Se não há voo direto para o seu destino, porque não aproveitar para fazer uma escala de um ou dois dias, para conhecer uma grande cidade europeia ou asiática?

Pesquise sobre o destino, mas não demais

Quando se viaja de forma independente é fundamental estar minimamente preparado para o que vai encontrar. Não são poucos os casos em que um viajante se lamenta depois de regressar, por ter perdido um determinado local ou evento estando lá tão perto. Informe-se sobre os transportes, hotéis, horários e preços, mas tenha sempre em conta que as coisas mudam.

Informação em excesso também é prejudicial.  Por exemplo, ver demasiadas fotos ou informações sobre um determinado monumento, retira parte do encanto, parte da emoção que se sente na hora de lá chegar. Deixe-se surpreender. Fale com as pessoas da terra e contrate um guia local, ao invés de levar um guia impresso.

Contrate um seguro de viagem

14705766869_5f4f28fd34_z

A necessidade de um seguro advém dos imprevistos que podem ocorrer e que, caso não o tenha, lhe podem custar muito caro. Acidentes acontecem em todo o lado e, caso tenha esse azar, as ambulâncias e tratamentos hospitalares podem-lhe custar muitos milhares de euros. Se viaja na Europa, peça o Cartão Europeu de Seguro de Doença, que é gratuito e lhe dá direito a assistência médica em vários países da Europa.

Alguns cartões de crédito oferecem seguros nas viagens que são pagas com eles. Veja as condições do seu. Depois, há seguros para todos os gostos que cobrem roubos, bagagem, voos, atividades radicais. Procure um que se adapte às suas necessidades e claro, leia a letras pequeninas.

Viaje leve

shutterstock_184706036_maletas_nosinmicmochila

O viajante é a bagagem que carrega. Na escolha da sua mala tenha em conta o tipo de viagem que pretende fazer. A opção mais flexível é, sem dúvida, a mochila e acaba mesmo por ser obrigatória se pretende fazer alguns trilhos a pé. A mochila vai identificá-lo num grupo de viajantes com uma filosofia muito própria.

Se vai apenas passar uns dias a uma cidade, uma pequena mala tipo trolley será o ideal já que são fáceis de transportar e com muita arrumação.

Tente viajar apenas com bagagem de mão. As companhias de baixo custo, uma boa opção para fazer uma escapadinha pela Europa, cobram valores muito elevados para transportar bagagem no porão. Isto acaba, muitas vezes, por tornar os voos nessas companhias ficarem mais caros do que numa companhia de bandeira. Para além disso, vai poupar imenso tempo nos aeroportos, já que pode fazer o chek-in online em casa e seguir diretamente para a porta de embarque e à chegada, não tem de esperar pela sua mala!

Tire boas fotografias

shutterstock_71428189

Quem não gosta de no regresso ter muitas e boas fotografias para fazer inveja aos amigos e familiares? A fotografia digital veio revolucionar a forma como fotografamos e, se é certo que uma boa máquina ajuda muito, ter alguns conhecimentos básicos de fotografia faz milagres, mesmo com uma máquina compacta.

Se não vai fazer fotografia profissional, opte por uma máquina compacta. São mais leves, discretas e na maioria dos casos fazem tão bom serviço como uma máquina reflex. Notará diferença essencialmente em locais com pouca luz ou em casos em que ter um bom zoom é importante, como um safari, por exemplo.

Não se esqueça de ter sempre mais do que uma bateria carregada e é preferível ter vários cartões de memória pequenos do que um de muita capacidade.

Para melhorar as suas fotografias, é preferível investir em formação (há imensos workshops e livros por aí) antes de comprar novo equipamento.

Prontos para a vossa próxima viagem? Agora é só pesquisar voos baratos no site da Rumbo!

Etiquetas

Sobre o Autor

Samuel Santos

Samuel Santos

Em 2005 viajou até à Guiné com um grupo de escuteiros e, o contacto com aquele continente marcou-o de tal forma que no ano seguinte regressou, de carro. Decidiu começar a escrever o blog "Dobrar Fronteiras" (http://www.dobrarfronteiras.com/) com o intuito de inspirar e ajudar aqueles que lhe queiram seguir as pisadas. Acredita que viajar é para todos e sempre que pode, põe a mochila às costas e vai viajar.

0 Comentários

Ainda não existem comentários!

Não existem comentários neste momento, quer adicionar um?

Escrever Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook