Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > O que ver > 10 recantos secretos em Roma

O que ver

10 recantos secretos em Roma

10 recantos secretos em Roma
Agosto 09
07:58 2016

Foi imortalizada inúmeras vezes no cinema. Com grande probabilidade, muitos dos nossos leitores já terão tido a oportunidade de visitar a capital italiana. Nós mesmo, na redacção da rumbo.pt, já fomos fazendo eco – num ou noutro post – dos encantos de Roma, uma das cidades mais bonitas da velha Europa. No entanto há algo que une todos aqueles que já regressaram à cidade eterna: é que cada vez que a percorremos descobrimos novos cantinhos e lugares fascinantes. Foi por isso que pensamos escrever esta “espécie de guia alternativa” onde não encontrarão nem o Coliseu, nem a Fonte de Trevi, o Vaticano ou a Praça de Espanha, ou qualquer outro dos locais mais famosos.

Querem ficar a saber onde estão estes 10 locais mais invulgares da bella Roma? Terminem a leitura…

Parque Savello

Também conhecido como o jardim das laranjeiras. No século XIV, a família Savelli construiu uma fortaleza no Monte Aventino. Hoje restam apenas as suas muralhas medievais, a delimitar umas preciosas zonas verdes, com vistas privilegiadas sobre Roma: desde a curva do rio Tibre à Basílica de São Pedro.

Parque Savello

Parque Savello. Foto: María Neupavert Sánchez/ Flickr cc.

Bairro Coppedè

Foi assim denominado embora não seja um bairro propriamente dito. Coppedè é uma zona do centro de Roma, entre a Via Salaria e Nomentana, muito perto do centro histórico, onde se concentram uma série de edifícios e obras escultóricas e arquitectónicas que vão desde o Modernismo e Art Deco, à traça Grega, Gótica e Barroca e até, alguns vestígios da medieval. No total, contabilizam-se cerca de 26 palacetes e 17 chalets.

Catacumbas romanas

Estas galerias subterrâneas foram usadas para depositar os restos mortais dos cidadãos pagãos e judeus, assim como dos cristãos primitivos da capital do outrora império Romano. São 60 as catacumbas conectadas por passagens secretas que se mantêm conservadas. Abertas ao público são apenas cinco: San Sebastiano e San Callisto, ambas na Via Appia Antica; as de Priscilla, na Via Salaria; as de Domitilla na Via delle Sette Chiese; e as de Sant’ Agnese na Via Nomentana.

Pirâmide Cestia

O que faz uma pirâmide egípcia no coração duma cidade italiana? A pirâmide Cestia, com 36 metros de altura, é um daqueles lugares que te deixam de boca aberta pelo espanto de encontrar esta construção no meio de Roma. Poderão ir ao seu encontro na Piazzale Ostiense, na Via Raffaele Persichetti. Foi edificada no ano de 12 a.C. e é aí que jaz o Pretor (antigo magistrado romano) Caio Cestius Epulone. Só é possível visitá-la em grupos guiados.

Pirâmide Cestia

Pirâmide Cestia. Foto: Daddaq/ Flickr cc.

Convento dos Frades Menores Capuchinhos

Tem de haver sempre uma sugestão, um tanto ou quanto, mais macabra. Em plena Via Veneto está sedeado este complexo que permite ficar a conhecer o legado e cultura em torno desta Irmandade. O que chama mais à atenção são as suas cinco capelas totalmente decoradas com caveiras de mais de 4.000 monges.

“Feiras da Ladra” Romanas

Há uma série delas pela cidade que se realizam, regra geral, ao domingo de manhã (depende da feira, algumas não se montam todos os domingos). Aí poderão encontrar de tudo, desde música e discos antigos a roupas em segunda mão, antiguidades, etc.

Fontana dell’Acqua Felice

O Papa Sisto V mandou construir uma fonte que tivesse colocada ao alto uma estátua à imagem, e semelhança, de Moisés de Michelangelo … Reza a lenda que o escultor, na sequência das duras críticas de que foi alvo e de ter sido vexado pelo resultado desta obra, terá cometido suicídio. Se a quiserem visitar está na Via XX de Settembre, na Piazza San Bernardo, próximo da estação Termini.

Fontana dell'Acqua Felice

Fontana dell’Acqua Felice. Foto: Nicolás Lope de Barrios/ Flickr cc.

Palazzo della Civiltà Italiana

Popularmente conhecido como Colosseo Quadrato ou Palazzo della Civiltà del Lavoro. É considerado um autêntico símbolo arquitectónico do Novecento Romano e foi inaugurado em Novembro de 1940. Hoje em dia é a sede da marca de moda Fendi estando o piso térreo reservado para exposições.

Bairro Judeu

O “gueto” de Roma está situado junto ao rio Tibre, em frente à Ilha Tiberina. É um lugar de ambiente acolhedor onde podemos visitar a sua imponente sinagoga ou o Museu Judaico de Roma, a praça Le Cinque Scole ou qualquer um dos seus restaurantes, onde se confecciona cozinha tradicional romano-judaica.

Pastificio Cerere

Num dos bairros mais em voga da cidade, conhecido como Pigneto. Ocupa o espaço daquela que foi outrora uma fábrica de massas alimentícias e que actualmente alberga o trabalho de muitos artistas e respectivas exposições.


Foto destacada: Luc Mercelis/ Flickr CreativeCommons.

© Artigo traduzido por Miguel Albuquerque.

Etiquetas

Sobre o Autor

María Sanchez

María Sanchez

Viajera, que no turista; periodista y bloguera, que no redactora. Porque no es lo mismo ser que estar, SOY comunicadora por vocación. Licenciada en Periodismo, con amplia experiencia en medios de comunicación y redes sociales, mi gran pasión es descubrir Mundo. La mejor forma de recordar un viaje, contándolo. Puedes encontrarme en la blogosfera y en las redes sociales. Bon voyage!

0 Comentários

Ainda não existem comentários!

Não existem comentários neste momento, quer adicionar um?

Escrever Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook