Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > Curiosidades > Semana Santa de Braga

Curiosidades

Semana Santa de Braga

Semana Santa de Braga
Abril 02
10:03 2014

Como a Semana Santa está a chegar, decidimos mostrar-vos um pouco de uma das Semanas Santas mais importantes do país, a Semana Santa de Braga.

Para quem não sabe, Braga é uma cidade no norte de Portugal com mais de 2000 anos de História. Está situada a cerca de 45 quilómetros do Porto e é considerada a terceira maior cidade portuguesa, possuindo 112 129 habitantes (dados de 2011).

Foi fundada por volta do ano 16 a.C. com o nome Bracara Augusta, em honra do imperador César Augusto. Ainda hoje é possível encontrar variados vestígios da presença romana por toda a cidade, com especial destaque para as termas romanas da Cividade, a Fonte do Ídolo e as ruínas existentes por baixo das Frigideiras do Cantinho.

Na gíria popular a cidade é conhecida como:

  • a “Roma Portuguesa”, pelas suas parecenças com a cidade de Roma, influenciadas pela visita a esta cidade do arcebispo D. Diogo de Sousa no século XVI;
  • a “Cidade dos Arcebispos”, pois durante séculos o seu Arcebispo foi o mais importante da Península Ibérica e é ainda hoje detentor do título de Primaz das Espanhas;
  • e a “Capital do Minho” e cidade jovem, devido à sua localização no centro da província do Minho e ao facto de grande parte da sua população ser jovem.

Como chegar e onde ficar?

Braga não conta com nenhum aeroporto, no entanto o Aeroporto Francisco Sá Carneiro encontra-se a menos de 60 quilómetros da cidade. Existem voos baratos para o Porto operados por várias companhias low cost, tais como a Ryanair. A partir do Aeroporto é possível apanhar um transfer (Get Bus) que o deixará na Central de Camionagem de Braga.

Se pretender ficar alojado na cidade, existe uma grande variedade de hotéis em Braga, para todos os gostos, desde os tradicionais hotéis situados no Bom Jesus, até aos mais conhecidos e situados no centro histórico da cidade, como é o caso do Hotel Ibis.

A SEMANA SANTA DE BRAGA

semana santa braga banner
A Semana Santa de Braga é a mais imponente, atractiva e famosa de todas as que se realizam em Portugal. A sua origem histórica não é totalmente conhecida, no entanto estima-se que tenha sido em finais do século IV d.C. Foi declarada de “Interesse para o Turismo” em Novembro de 2011.

Em Braga as festividades começam antes da Semana Santa, com o Lausperene, durante a Quaresma. Esta antiga tradição de todos os dias expor à adoração dos fiéis o Santíssimo Sacramento, passando sucessivamente de igreja para igreja, foi instituída em 1710 pelo Arcebispo D. Rodrigo de Moura Teles e ainda hoje se conserva. As igrejas que acolhem a adoração eucarística são adornadas ricamente com flores nos seus altares e tribunas, velas e grandiosas cortinas púrpuras na porta principal. Junto à entrada estão também as habituais “rebuçadeiras” com os tradicionais “rebuçados do Senhor” envoltos em papéis multicolores, para tentar os crentes a quebrarem o seu jejum quaresmal.

Para além das procissões, que são sem dúvida os eventos mais importantes durante esta quadra, a Semana Santa de Braga conta também com diversos concertos e espectáculos, exposições, conferências e actividades espalhadas pela cidade.

Para mais informações sobre a Semana Santa de Braga consulte o site http://www.semanasantabraga.com/, onde terá acesso ao Plano completo das celebrações.

As procissões mais importantes durante a Semana Santa

Domingo de Ramos – Procissão dos Passos

Esta procissão organizada pela Irmandade de Santa Cruz, percorre as ruas da Cidade de modo a passar por todos os “calvários”, onde estão representados os principais “passos” do caminho de Cristo até ao Calvário. O próprio Jesus, o “Senhor dos Passos”, levando a cruz às costas, atravessa as ruas da Cidade. Junto à igreja de Santa Cruz, tem lugar o Sermão do Encontro e, no decurso deste, o encontro de Jesus com sua Mãe Dolorosa, a “Senhora das Dores”.

O que são os “Calvários”?

São oito quadros representativos dos “passos” de Cristo a caminho do Calvário. Estes estão espalhados por vários locais da Cidade de Braga e são propriedade da Irmandade de Santa Cruz. Fechados ao longo do ano, apenas se abrem durante a Semana Santa e são decorados com arbustos e flores.

semana santa braga calvarios

Quarta-feira – Cortejo bíblico “Vós sereis o Meu povo”

semana santa braga, procissao burrinha sao victor

Popularmente conhecida como Procissão de Nossa Senhora da burrinha, é realizada anualmente na noite da Quarta-Feira Santa. Depois de uma paragem de 25 anos, foi organizada de novo em 1998 pela Paróquia e pela Junta de Freguesia de São Victor.

O cortejo foi totalmente reformulado e apresenta a pré-história do Mistério Pascal de Jesus que é celebrado nos dias seguintes. Desde o chamamento de Abraão, passando pela era dos Patriarcas, pela escravidão no Egipto, até à infância de Jesus, incluindo a sua fuga com José e Maria montada numa burrinha, desfilam, em sucessão cronológica, profetas, reis, figuras eminentes, símbolos e quadros bíblicos do Antigo Testamento.

semana santa braga, procissao burrinha, arca aliança

semana santa braga,, procissao da burrinha

Quinta-feira – Procissão do Senhor “Ecce Homo”

A procissão do Senhor Ecce Homo que evoca o julgamento de Jesus e é popularmente conhecida como a procissão dos fogaréus ou a procissão do Senhor da cana verde, sai à rua na noite de Quinta-Feira Santa.

A procissão abre com os farricocos, figuras alegóricas que representam os antigos penitentes, e que transportam fogaréus com pinhas a arder e matracas, cujo barulho característico poderá ser ouvido durante toda a procissão.

Apenas desfila um andor, a imagem do Senhor “Ecce Homo” (ou “Senhor da cana verde”). Esta representa o Cristo que se declarara rei e que Pilatos ridículariza pondo-lhe na mão um simulacro de ceptro (uma cana verde) e apresentando-o à multidão com as palavras “Eis aí o Homem!”.

semana santa braga, procissao ecce homo

O que são os Farricocos e os fogaréus?

Os farricocos são figuras alegóricas, vestidas com túnicas negras (“balandraus”) cingidas por uma corda, encapuçadas com pano idêntico, com uma coroa de sisal na cabeça e descalças. Este modo de trajar é um sinal de penitência, que provém das antigas “procissões de penitência” e que serve também para esconder os penitentes no anonimato. Na Quinta-feira Santa percorrem as ruas chamando os “pecadores públicos” à “endoença” ou perdão da igreja.

Na Procissão do “Ecce Homo” os farricocos vão à frente, abrindo o cortejo, uma parte deles com as matracas que de vez em quando fazem ouvir, outra parte empunhando fogaréus. São acompanhados por alguns farricocos com cestas de pinhas para ir renovando o fogo.

Na Procissão do Enterro do Senhor vão também a abrir o cortejo, mas em silêncio e arrastando pelo chão as matracas e os fogaréus apagados em sinal de luto.

semana santa braga, procissao ecce homo, farricocos

semana santa braga, fogareus farricocos

Sexta-feira – Procissão do Enterro do Senhor

Esta é a procissão mais solene, comovente e imponente de todas. Leva o esquife do Senhor morto e é acompanhada por várias irmandades, cavaleiros das Ordens Soberana de Malta e do Santo Sepulcro de Jerusalém, Capitulares da Sé e numerosas autoridades. Vão também os andores da Santa Cruz e da Senhora das Dores. Em sinal de luto, os Capitulares e os membros das Confrarias vão de cabeça coberta. Para mostrar a sua dor, as figuras alegóricas ostentam um véu de luto. As matracas dos farricocos vão silenciosas. As bandeiras e estandartes, com tarja de luto, arrastam-se pelo chão.

semana santa braga, procissao enterro do senhor

semana santa braga, procissao enterro do senhor, sexta feira santa

semana santa braga, procissao enterro do senhor, farricocos fogareus

Domingo – Visita Pascal

A visita Pascal é um costume muito enraizado no norte de Portugal, tanto durante o Domingo de Páscoa como, em alguns casos, na Segunda-feira seguinte.

O Compasso Pascal, composto por um pequeno grupo de paroquianos, com ou sem o seu pároco, liderados por um crucifixo que representa a presença de Jesus vivo, percorre as casas de outros paroquianos que manifestem a sua vontade de receber a visita de Jesus Ressuscitado no dia de Páscoa. É costume sinalizar as casas que desejam receber o Compasso com um tapete de flores na entrada.

Sempre que o Compasso Pascal está em movimento entre uma casa e outra, é tradição que uma criança vá tocando uma sineta para que as próximas casas saibam que a Cruz se aproxima e se possam reunir todos para a receber.

Em cada uma das casas, após uma bênção inicial, os habitantes da casa visitada beijam a cruz de Cristo como demonstração de adoração. Em algumas casas ainda se mantem o costume de oferecer comida e bebida, em especial folar da Páscoa e pão-de-ló, aos membros do Compasso.

No final do dia, os vários Compassos reúnem-se e voltam em procissão para a igreja paroquial de onde haviam partido.

semana-santa-braga-Pascoa-Rua-da-Boavista

Sobre o Autor

Susana Almeida

Susana Almeida

Antiga estudante de tradução e a trabalhar na Rumbo desde Julho de 2013, já fiz de tudo um pouco…
Analista SEO, Community Manager, Content Creator, Copywriter, Traductora e outros trabalhos que façam falta, ainda tenho tempo para ter dois blogs próprios http://falardeviagens.com e http://desbravandomadrid.com e uma página de bijuteria feita com materiais reciclados.
Amante das viagens, das línguas estrangeiras e das culturas diferentes da minha, aproveito o meu trabalho para conhecer um pouco mais do mundo sem sair de casa!

4 Comentários

  1. SOS Multiassistência
    SOS Multiassistência Fevereiro 06, 02:38

    Portugal é, de facto, um país muito rico! Parabéns pelo excelente trabalho – gostei bastante!

    Responder a este comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook