Blog de Viagens – Rumbo.pt

UM BLOG RUMBO
Home > O que ver > Sighisoara: a Sintra romena

O que ver

Sighisoara: a Sintra romena

Sighisoara: a Sintra romena
Maio 05
12:00 2015

Os romenos parecem sentir um orgulho especial quando falam desta localidade. Assim como os portugueses quando se referem a Sintra. Fica na Transilvânia, a cerca de 300 km de Bucareste, envolvida por múltiplos pontos de interesse, como Brasov ou Sibiu. Mas atinge-se com facilidade, seja a partir da capital romena seja desde qualquer uma das outras cidades da região, até porque quer Cluj-Napoca quer Tirgu Mures estão dotadas de aeroportos internacionais.
O que verdadeiramente importa visitar em Sighisoara é a cidadela, o castelo, envolvido nas muralhas originais que durante séculos defenderam a povoação de múltiplos invasores. Hoje em dia há uma outra Sighisoara, a que podemos chamar generosamente de “moderna”, apenas porque foi sendo construída ao longo dos últimos cem anos, mas que nada tem de moderno.

hoteis baratos sighisoara

Catedral Ortodoxa de Sighisoara

Quem chegar de transportes públicos nada tem que recear: caminha-se com facilidade da estação de comboios até ao centro histórico, onde, caso fique para dormir, poderá encontrar charmosos estabelecimentos hoteleiros impregnados de história.
Nos últimos tempos as ruas de Sighisoara perderam alguma da sua magia. Foi o preço a pagar pela chegada em massa dos turistas. As tascas locais foram sendo substituídas por restaurantes a pensar nos estrangeiros, as famílias que ali habitavam cederam as suas residências para negócios de hotelaria, as pequenas mercearias deram lugar a lojas de recordações. Mas mesmo assim ainda é possível usufruir do encanto medieval de Sighisoara.
Durante o dia há que explorar os recantos, não esquecendo a máquina fotográfica com que quererá captar toda a cor contida naquelas ruas. As casas são pintadas em tons garridos, nas suas janelas e frontarias estão pendurados vasos com plantas em flor. E depois há os detalhes. Aquela forma de fazer um telhado, as chaminés tão diferentes das que estamos habituados a ver por cá.
Mas o orgulho de Sighosoara é mesmo a sua igreja e a torre do relógio. Foi erigida em 1360 e do alto dos seus dos seus sessenta metros, na varanda a que os visitantes do Museu da Cidade – que ali se encontra instalado – terão acesso, as vistas são deslumbrantes. De resto, esta imponente torre é visível quase de todo o lado.

A Influência Alemã

hoteis baratos sighisoara

Panorama de Sighisoara

Um observador mais experiente notará um certo travo germânico na construção mais antiga. A explicação é simples: Sighisoara – como outras das mais belas cidades da Transilvânia – foi fundada por saxões e tem mesmo um nome em alemão: Schassburg. E isto porque no século XII o monarca húngaro (a Transilvânia pertenceu durante séculos à Hungria e apenas após a Primeira Guerra Mundial, ou seja, em 1918, transitou para a Roménia) criou condições para uma migração de saxões que teriam como missão povoar as zonas de fronteira mais remotas e criar um tampão de segurança contra os inimigos que de Oriente pudessem invadir.
Sighisoara que hoje conhecemos e que foi classificada pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade foi basicamente construída no século XVI. Pouca coisa terá mudado desde então e é nisso que reside a magia desta localidade.

Sighisoara depois do Sol-posto e Fora de Muros

hoteis bratos sighisoara

Rua medieval de Sighisoara

Se por lá pernoitar poderá visitar ao final da tarde o antigo cemitério, que está no seu melhor ao lusco-fusco. As campas misturam-se com a natureza, criando um efeito enigmático, com muitas flores e belas árvores, sendo um ponto que oferece excelentes vistas. Depois, de regresso ao centro, verá que de noite Sighisoara é quase mais atraente. A iluminação pública é excelente, sobretudo na praça central e em seu redor. As fachadas ganham vida com os focos de luz que realçam as suas cores. É um espectáculo.
Se tiver tempo, poderá dar um passeio a campo pelo espaço rural envolvente. Não fica longe. Basta sair da cidade entremuros, passar pela nova Sighisoara e internar-se no campo. Será abraçado por um ambiente bucólico, cheio de surpresas, que remete para o imaginário da vida de aldeia, com casinhas pitorescas, gado que pasta, alfaias agrícolas encostadas a um tronco de árvore. Enfim, uma mais-valia disponível a quem quer que visite esta pérola romena que é Sighisoara.

Etiquetas

Sobre o Autor

Ricardo Ribeiro

Ricardo Ribeiro

Ricardo Ribeiro: Nasceu e cresceu em Lisboa. Foi para o Algarve. Licenciou-se em História, andou dez anos com os galões dourados da Armada, até que mandou as rotinas à fava e passou a fazer websites. Agora está aqui, pronto para partilhar o que viu no Planeta. Lê, vê cinema, anda de moto 4, faz Geocaching e é Couchsurfer.

0 Comentários

Ainda não existem comentários!

Não existem comentários neste momento, quer adicionar um?

Escrever Comentário

Escrever Comentário

Siga-nos no

Infografias - Infografias inspiradoras by Rumbo.
Dicas para Viajantes - Viaje informado com a Rumbo.

Siga-nos no Facebook